Publisher Theme
I’m a gamer, always have been.

Saiba o que The Boys e o BBB 21 possuem em comum

0

Desde de sua estreia, no dia 21 de janeiro deste ano, a edição 21 do famoso Reality Show Big Brother Brother Brasil (conhecido pela sigla BBB), vem dando o que falar.

Você pode até não ter assistido nenhum capítulo do programa, mas aposto que ouviu falar o quanto Karol Conká, Projota e a Lumena são pessoas horríveis! Que o Nego Di é o único comediante que tira o sorriso das pessoas ao invés de dá-las, sem falar da saída repentina do Lucas Penteado.

O que mais chama atenção é o quanto os integrantes mais famosos do programa se mostraram o quanto são escrotas e que são bastante diferentes daquilo que geralmente aparentavam ser.

Leia Também: Showrunner explica a presença do refrigerante “Fresca” em The Boys

Bbb
Foto Reprodução: Clic Camaquã

Toda essa narrativa de apresentar pessoas de muita fama que se mostravam ser grandes exemplos de pessoas, mas que na vida privada são totalmente o oposto, lembra bastante uma certa série de heróis que faz bastante sucesso atualmente: The Boys!

A famosa série da Amazon Prime Video retrata um grupo de heróis que aparentam ser ótimos seres, mas que na verdade são indivíduos nada heróicos em suas vidas pessoais. E que para controlar eles, um grupo de pessoas denominadas “The Boys” se reúnem para expor os atos ruins que eles cometem para o público.

Boa parte do sucesso dela vem do fato de que tudo que ela mostra em relação aos super-heróis serve como um ótimo paralelo para nossa sociedade atual. Em uma época de cancelamentos e exposição de atos ruins de pessoas bastante famosas, ela é quase uma metáfora para o mundo moderno.

Ela realmente faz acreditar que se existissem pessoas com super poderes na vida real, elas teriam um caráter bem mais parecido com os dos heróis da série do que com os dos Vingadores ou da Liga da Justiça. O showrunner da produção, Eric Kripke, em entrevista ao site Omelete, chegou a falar bem sobre essa questão:

 “Nós fomos percebendo que a série é meio que uma metáfora perfeita para o momento em que vivemos, em que não há uma delimitação definida para celebridade e autoritarismo”.

Por essa declaração ele demostra bem toda a questão que inicialmente foi levantada para o debate aqui, pois mostra bem a atitude tanto que os “Supers” e os participantes famosos (Projota e Karol Conká) do BBB 21 fazem.

A fama trás um certo “poder” que faz com que eles se sintam invulneráveis à algumas punições e, devido a essa questão, eles acabam reproduzindo essas atitudes escrotas.

Contudo, apesar das atitudes de caráter duvidoso, eles conseguem crescer e ganhar mais força por conta da propagação da boa imagem que eles vendem para mídia , fazendo com que consigam manipular bem as massas.

Todo esse fenômeno mostrado tanto em The Boys como nesta edição do Big Brother Brasil possui uma mesma explicação sociológica.

Leia Também: The Boys | Homelander vira símbolo de apoiadores do Trump em manifestação

bbb
Foto Reprodução: Estação Nerd

A Sociedade do Espetáculo em The Boys e no BBB 21

Durante a década de 1960, o cineasta e filósofo francês Guy Debord lançou um livro bastante importante para a compreensão da sociedade capitalista moderna, que na época crescia cada vez mais por conta dos “poderes” que as mídias de comunicação já possuíam na época.

Intitulada como A sociedade do espetáculo, ela aborda toda a devassidão que assola o mundo moderno, no que tange a super valorização da imagem e o que ela representa, ao invés do que ela realmente é.

Para o autor, a questão da hipervalorização da imagem demostra que as coisas no mundo moderno só possuem valor social àquilo ou aquele que aparenta ser.

“O espetáculo se apresenta como uma enorme positividade, indiscutível e inacessível. Não diz nada além de “o que aparece é bom, o que é bom aparece. A atitude que por princípio ele exige é a da aceitação passiva que, de fato, ele já obteve por seu modo de aparecer sem réplica, por seu monopólio de aparência (DEBORD, 1997, p.16-17)”

A partir desse culto à “imagem” que as pessoas têm, toda a mídia faz com que se aproveitem disso e criem personas famosas que se mostrem personalidades incríveis que consigam agregar bastante fãs e seguidores e, assim, possam “manipular” elas.

No BBB vimos como a participante Karol Conká que em sua vida pública se mostra uma militante que luta em prol de causas importantes, mas que em prática no cotidiano se mostra o contrário. Vinde quando ela tentou beijar alguém à força, mas que anos antes fez um vídeo em campanha contra o assédio. Confira ele aqui abaixo:

Outro caso é o do rapper Projota, que ficou bastante conhecido pelas suas letras que abordam questões como humildade, respeito e empatia, mas que também se mostrou ser totalmente diferente disso, principalmente quando humilhou o participante Lucas Penteado que dias antes assumiu ser seu fã.

O jornalista Gabriel Nanbu mostrou em sua coluna na UOL vários exemplos de como o cantor não age de forma coerente com que prega em suas músicas. Confira a matéria aqui.

Bbb
Foto Reprodução: Gshow – Globo

Em The Boys vimos isso bem no começo da série, quando a Starlight entrou para o grupo dos “7” e viu como era horrível os bastidores dali, sendo bastante diferente daquilo que ela sempre imaginava antes de entrar para a equipe.

Leia Também: The Boys e a Filosofia | O verdadeiro poder é a impunidade

The boys | série ganha paródia de baixo orçamento
Foto Reprodução: Amazon Prime Video

Conclusões finais

Como foi observado durante o decorrer deste artigo, as pessoas tendem a se apegar mais no que algo ou alguém aparenta ser do que ela realmente é. Isso faz com que a mídia e outras formas de publicidade se aproveitem disso para “vender” ótimas pessoas ou coisas que são boas somente no superficial.

Seja em uma série ficcional de super-heróis ou em um reality show famoso, essa tendência humana é algo antigo que apesar de ser reconhecida, ainda tem tudo para se propagar, mas que pode ser “freada”.

Por isso é importante apender com a mensagem e com tudo que foram apresentados em ambas as produções, jamais devemos idolatrar pessoas, pois elas são falhas e impossíveis de serem perfeitas, além de ensinar que temos que nos apegar mais naquilo que elas são do que no que elas aparentam ser.

Um pequeno disclaimer antes de terminar este artigo: Sua “imagem” deve ser bem retratada, mas deve representar o que você tem de melhor e não o que você não é.

Saiba O Que The Boys E O Bbb 21 Possuem Em Comum
Foto Reprodução: Redação Do 1 Real A Hora

Fontes utilizadas neste artigo: Omelete, Observatório da Imprensa, Economia Uol

Leave A Reply

Your email address will not be published.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More