Primeiro roteirista de Pokémon queria final sombrio para a saga

Takeshi Shudo, foi o primeiro roteirista de Pokémon, e ficou no comando da série até 2002 quando decidiu que era hora de se afastar.

Ele nunca acreditou que Pokémon fosse uma série que deveria durar muito tempo, e sempre que podia introduzia umas histórias mais sombrias que o normal.

pokemon pikachu shocked 1216387 7758539

Por não ter fé que a serie fosse continuar existindo, ele deixou uma carta na manga guardada para usar caso o cacelamento fosse anunciado durante a sua gestão.

Recentemente em seu blog, Shudo passou a revelar detalhes sobre a serie, coisas que nem os maiores fãs sabia e entre essas revelaçoes está o que seria o final da serie.

Um final eterno que nao deixaria margem para retorno, continuação ou remake.

novo projeto 2019 11 09t180120.405 5050662

“Eu teria feito um final que planejei desde o início. Os Pokémons fariam uma espécie de rebelião como Spartacus em Roma.

Eles sempre forma mostrados como amigos dos humanos, mas em algum momento iriam perceber que na verdade, estão sendo usados por eles, e isso causaria uma revolta.

A guerra contra a humanidade seria liderada por Pikachu que teria de brigar com Ash, Team Rocket e todos que possuem Pokémons.

Meowth que consegue falar com humanos e Pokèmons seria o mediador do conflito, mas um erro de tradução da parte dele apenas faria a guerra aumentar e se tornar o fim de tudo.

Um episódio como esse violaria as regras do mundo Pokémon e tornaria impossível a continuação da série. Porem continuar na perpetuidade é o objetivo da série. Mas se alguma vez essa minha ideia for usada penso que deve ser o final definitivo pra tudo.” disse Shudo.

Olhando para essa descrição feita por Shudo, a impressão que da é que ele não só queria destruir o mundo Pokémon mas também causar uma ruptura em tudo que conhecemos do pokérverso.