• Início
  • Cinema
  • X-Men: Fênix Negra não decepciona, mas também não surpreende | Crítica

X-Men: Fênix Negra não decepciona, mas também não surpreende | Crítica

| Gabriel Galdino | ,

Encerrando o ciclo de quase 20 anos de filmes dos X-Men concebidos pela Fox, Fênix Negra chega aos cinemas, trazendo consigo algumas dúvidas sobre o futuro da Marvel nos cinemas.

O longa se passa 9 anos após os eventos de X-men: Apocalipse, e nos apresenta a maior ameaça da equipe até então. Bom, isso de acordo com o que nos é informado. Fênix Negra tenta vender a ideia, e até apresenta elementos de grandiosidade, mas nem tudo proposto é apresentado.

A ameaça construída pela trama tem um bom ritmo, não fica arrastado e é funcional apesar do citado em cima, com acontecimentos que cada vez mais vão desumanizando Jean Grey, personagem que é excelentemente dominada por Sophie Turner, a imponência procedural de sua personagem que vai de uma jovem insegura para um ser super poderoso que se conhece mas ainda tem medo, é executado com segurança pela atriz. O elenco de peso já conhecido pelos dois últimos filmes dos X-Men está de volta, James McAvoy em mais um filme com sua cabeça raspada traz um ótimo Charles junto de Michael Fassbender como Magneto e Nicholas Hoult como Fera.

Jessica Chastain faz a verdadeira vilã do longa, que é uma personagem não muito interessante, mas a atriz entrega o que deve. A outra parte do elenco faz bem seu papel, não há o que destacar. Noturno que é interpretado por Kodi Smit-McPhee tem ótimas cenas de ação mas sua atuação também não se destaca por conta da maquiagem e por não ter tanto tempo de tela.

Sophie Turner e Jessica Chastain

Hans Zimmer retorna aos filmes de super herói fazendo uma ótima trilha, que contribui muito no clima sombrio que é presente em boa parte do filme.
As cenas de ação divertem, onde são usufruidos com criatividade os poderes de cada mutante (ou não mutante) em cena.

O longa se conclui com uma resolução coerente, mas esteja avisado, se espera alguma ligação repentina com o universo de filmes da Marvel/Disney, pode se decepcionar. No fim das contas X-Woman, digo, X-Men: Fênix Negra não decepciona, mas também não surpreende, sendo uma conclusão não tão conclusiva, mas satisfatória para a equipe da Fox nos cinemas.

X-men: fênix negra não decepciona, mas também não surpreende | crítica
Charles, Scott, Noturno e Tempestade


X-Men Fênix negra estréia 6 de junho nos cinemas.

Ultimas Notícias

1 Real a Hora

Encontre Sua Trilha No Mundo Nerd!
1 Real a Hora - 2020 | Desenvolvido por Vedrak | Mantido online e operante em parceria com a Nixem Cloud