Tag: Sonic

sonic2020poster-scaled-1-9480901

Sonic | Sequência do filme chegará aos cinemas em abril de 2022

Como parte de uma série de atualizações em sua programação, a Paramount Pictures anunciou que a sequência da adaptação cinematográfica de Sonic the Hedgehog será lançada nos cinemas em 8 de abril de 2022.

O estúdio também anunciou as datas de lançamento de outros dois filmes de animação: “Under the Boardwalk”, uma nova produção da Paramount Animation lançada em 22 de julho de 2022; e “The Tiger’s Apprentice”, uma co-produção da Paramount Animation e Skydance Animation estrelada por Henry Golding e com lançamento previsto para 10 de fevereiro de 2023.

Sonic the Hedgehog estabeleceu um recorde doméstico no fim de semana de abertura para uma adaptação de videogame com US $ 58 milhões, arrecadando US $ 146 milhões no mercado interno e US $ 306 milhões em todo o mundo.

O filme não conseguiu um lançamento na China em fevereiro devido à pandemia do COVID-19, mas na semana passada recebeu uma data de lançamento em 31 de julho no lucrativo mercado asiático, já que os cinemas começaram a reabrir lentamente.

Sonic

A Paramount também anunciou adiamentos para dois de seus maiores lançamentos de sustentação em 2020, Um Lugar Silencioso 2 e Top Gun 2: Maveric. Ambos os filmes foram adiados pela pandemia na primavera, mas agora foram adiados para abril e julho de 2021, respectivamente.

“Nós realmente acreditamos que não há experiência de visualização de filmes como a que se desfruta nos cinemas”, disse Chris Aronson e Mark Viane, chefe de distribuição da Paramount.

“Estamos comprometidos com a experiência teatral e com nossos parceiros de exibição, e queremos enfatizar que estamos confiantes de que, quando chegar a hora, o público de todos os lugares apreciará novamente a alegria singular de ver os filmes da Paramount na tela grande.”

Para mais notícias e conteúdos relacionados ao Sonic, veja aqui.

Não se esqueçam de seguir o 1 real a hora pelo Facebook, Twitter e Instagram também.

Fonte: The Wrap

“Sonic” atinge a marca de 200 milhões de dólares nos cinemas mundiais

Uma luta acirrada de bilheteria entre Sonic, do estúdio Paramount, e O Chamado da Floresta, um esforço conjunto de Disney e 20th Century estrelando Harrison Ford, terminou com um resultado inesperado nos cinemas da América do Norte.

sonic

Sonic se tornou um blockbuster surpreendente, inaugurando um recorde de bilheteria de 70 milhões de dólares. Durante sua segunda semana de lançamento, o filme ultrapassou a marca de 100 milhões de dólares na América do Norte, e lucrou 200 milhões globalmente.

sonic

O longa-metragem contando a história do ouriço mais amado da história dos videogames quebrou o recorde de maior estreia para uma adaptação de videogame nos Estados Unidos, superando o lançamento de Detetive Pikachu.

Sonic mostrou-se uma impressionante surpresa após a polêmica instaurada com a revelação do design original do personagem que existe nos corações dos fãs da desenvolvedora SEGA e dos videogames como um todo. Nas redes sociais, muitos protestaram contra as imagens que inicialmente seriam utilizadas no filme.

Adaptações foram realizadas rapidamente, e o design final estrelado em Sonic foi aprovado, como pode ser comprovado pelos surpreendentes lucros que o filme vem arrecadando desde seu lançamento, há menos de duas semanas atrás. O diretor agradeceu pessoalmente aos fãs pela recepção calorosa.

O personagem Sonic foi desenvolvido pela SEGA no início dos anos 1990, e tornou-se uma das figuras mais icônicas do mundo dos games.

sonic

Agora, em seu filme de estreia, o ouriço mais veloz do mundo, após escapar da morte em seu planeta natal, deve se adaptar à nova vida na Terra com seu novo melhor amigo humano, o policial Tom Wachowski, estrelado por James Marsden.

Sonic e Tom unem forças para tentar impedir que o vilão Dr. Robotnik, brilhantemente representado pela atuação sempre expressiva de Jim Carrey, capture Sonic e use seus poderes para dominar a humanidade. Confira a nossa review sobre o filme.

Sonic

Sonic: O Filme — Lá Vem, Com Todo o Gás | Review

Você com toda a certeza já ouviu falar do Sonic. Sabe o raio azul, que vai de norte a sul e é o mais veloz que há? Então, estamos falando dele mesmo. Aparentemente algum executivo na Paramount achou que seria uma boa ideia produzir um filme live-action estrelando o icônico ouriço alienígena da SEGA, e essa ideia foi concretizada.

Sabendo o histórico… imperfeito… das adaptações de jogos eletrônicos para as telonas do cinema, fui assistir Sonic: O Filme com os dois pés atrás esperando um desastre. Na pior das hipóteses, pelo menos o balde de pipoca que veio junto ao combo do filme era legal. Ele tem um LED azul na base, achei muito bonitinho e não resisti. Ok, onde estávamos?

Credo.

OPA, SONIC ERRADO!

Esqueci de mencionar uma última coisinha sobre esse filme antes de começar: originalmente, o design do Sonic era (por falta de um termo melhor) horroroso, como vocês podem observar na imagem acima.

A reação do público foi ridiculamente negativa, como vocês podem imaginar, e o diretor Jeff Fowler respondeu às críticas adiando o lançamento do filme e mobilizando a equipe de efeitos visuais para fazer um redesign completo do personagem. O esforço extra rendeu bons frutos, como dá pra ver na imagem em destaque desse review.

Por falar em review, já está passando da hora de começar, então mãos à obra!

Bem melhor agora, né?

Comecemos resumindo minha experiência com uma revelação bombástica que provavelmente mudará toda a sua percepção sobre o universo: Sonic: O Filme é um ótimo blockbuster produzido com evidente amor pelo material-base e que conta com uma narrativa divertida e bem-executada que pode ser apreciada por toda a família. Aposto que vocês não esperavam por essa, né?

O filme começa in medias res com o nosso herói azul fugindo do maligno Doutor Ivo Robotnik (interpretado por ninguém menos que Jim Carrey) nas ruas de San Francisco. Antes que você possa terminar de formular a pergunta “como as coisas chegaram a esse ponto?”, o próprio Sonic nos dá a resposta e conta sobre como foi parar na Terra.

Basicamente, o velocista azul nasceu com um poder cobiçado por “criaturas do mal” dotadas de uma espantosa semelhança com outro personagem da franquia e precisou fugir para o nosso planeta ainda criança através de um “anel-portal” (a forma que eles arrumaram pra adaptar os “anéis de pontuação” dos jogos clássicos).

Ele podia muito bem estar recitando Shakespeare nesse momento.

Aqui na Terra, o ouriço azul se escondeu nos arredores da pacata cidade de Green Hills (temos que admirar a sutileza desse fan service) e literalmente vive na companhia de si mesmo desde então, limitando suas interações com os habitantes a “amizades” unilaterais. Certo dia, Sonic fica bem frustrado com sua solidão e provoca um blecaute gigantesco. O governo dos EUA fica preocupado com a natureza desse apagão e aciona o Doutor Robotnik para encontrar a fonte porque motivos.

Ao descobrir que está sendo perseguido, Sonic vai à casa do xerife Tom Wachowski (James Marsden), que acidentalmente atira no ouriço com um dardo tranquilizante e faz com que ele tropece e derrube sua bolsa de anéis através de um portal (também criado por acidente) para a cidade de San Francisco. Com essa premissa, você já pode imaginar praticamente tudo que acontece posteriormente no enredo.

É uma narrativa simples, sem muitas surpresas e que opera sob uma lógica flexível que pode ser comparada a desenhos matinais, mas a sinceridade e a consistência na execução dessa narrativa são justamente o que torna Sonic: O Filme uma experiência tão prazerosa no cinema.

Sonic e Tom “Lorde Donut” Wachowski viajam para San Francisco sem a menor ideia do que está logo atrás deles.

Nesta época onde uma profusão de blockbusters baseados em propriedades intelectuais icônicas sofrem com os mesmos problemas graves de ritmo, Sonic surpreende ao destilar a fórmula road trip ao máximo, resultando em um enredo que se move em um ritmo rápido (até por que se não fosse rápido seria bem irônico) e constante ao longo de todas as suas “viradas”.

Claro, o mero fato de ser um filme road trip com uma estrutura sólida não basta para te convencer a assistir Sonic. Mas se você já não for fã da franquia e ainda está em dúvida sobre assistir o longa, deixe-me dizer duas palavras para te motivar: Jim Carrey.

Essa é provavelmente a performance mais hilária do cara desde que ele protagonizou O Máskara, e é visível que Jim está se divertindo horrores como o maquiavélico Dr Robotnik. Cada cena protagonizada pelo vilão transborda energia, e é impossível não sorrir quando Jim Carrey prova com tranquilidade que, aos 58 anos, ainda é capaz de atuar com uma fisicalidade comparável à que ele possuía no auge de sua carreira.

Esse cara sozinho já justifica o preço do ingresso. Sim, ele é bom DAQUELE tanto.

Resumindo: O Que Achei de Sonic?

Não há muito mais a se dizer sobre Sonic: O Filme. É uma história simples para ser apreciada com toda a família, que dá vida a um personagem clássico de forma que respeita os fãs e o material-base mas não proporciona grandes surpresas, se sustentando nas interações entre os personagens e (principalmente) no carisma magnético de Jim Carrey para carregar a história.

O fato de terem optado por uma estrutura mais simples certamente funcionou a favor desse filme, abrindo margem para que a Paramount decida assumir maiores riscos em uma eventual sequência.

No entanto, aconselho uma coisinha: se você for assistir a esse filme, aguarde até depois dos créditos para algo capaz de levar qualquer fã de Sonic à loucura. Digo isso porque o fanboy dentro de mim veio à loucura instantaneamente (quando cheguei em casa para escrever esse texto, acabei reinstalando Sonic Mania sem querer), e também porque aquela revelação é uma maravilhosa promessa para o futuro tanto dessa franquia quanto das demais adaptações de jogos para o cinema.

Diretor de ‘Sonic – O Filme’ agradece fãs por sucesso em semana de abertura

O diretor Jeff Fowler, de Sonic – O Filme, postou uma mensagem em suas redes sociais agradecendo os fãs pelo sucesso da semana de abertura do filme, que chegou a quebrar recordes.

No último final de semana, Sonic conseguiu a maior arrecadação no primeiro final de semana em um filme baseado em um videogame, superando Detetive Pikachu, que detinha o recorde anteriormente. No domingo, o filme já havia arrecadado 57 milhões de dólares nos Estados Unidos, valor que subiu para 70 milhões de dólares após o feriado (Dia dos Presidentes) de segunda-feira. Detetive Pikachu havia arrecadado 54.3 milhões em seu final de semana de abertura.

aut68rfcc7aprkazadchim-9253516-4563899

Fowler comentou sobre sua gratidão pelo sucesso do filme em seu perfil no Twitter. Ele agradeceu tanto aos fãs que fizeram isso acontecer, além daqueles que trabalharam na produção do longa-metragem, alguns dos quais podem ser vistos na foto que Fowler compartilhou. Confira:

Diretor de Sonic posta mensagem de agradecimento no Twitter

Só há uma palavra na minha cabeça nesta manhã e ela é GRATIDÃO. OBRIGADO a todas as pessoas espetaculares que ajudaram a fazer #SonicMovie e mais importante, obrigado aos FÃS por ficarem com a gente e entregarem um fim de semana QUEBRADOR DE RECORDES extraordinário”, escreveu o diretor.

O final de semana de abertura de Sonic surpreendeu muitos, e é um sucesso necessário após diversas estreias decepcionantes de filmes de Hollywood em 2020. Alguns exemplos de destaque, que falharam em impressionar com seus números incluem Dolittle e Aves de Rapina, que ainda está tentando se encontrar.

sonic-the-hedgehog-movie-social-2879671-4460465

Muito disso se deve ao fato de Sonic ser um filme para toda a família em meio a diversas estreias de filmes mais voltados para adultos. O sucesso de Detetive Pikachu depois de diversos filmes baseados em videogame decepcionarem e toda a repercussão com a mudança de design do personagem certamente também ajudaram. Nas próximas semanas veremos se o longa consegue manter o seu sucesso de renda ou se o público diminuirá.

É bem provável, no entanto, que esse sucesso se mantenha, especialmente considerando que ainda faltam algumas semanas até que outro filme para toda a família de destaque faça sua estreia, quando “Dois Irmãos“, da Pixar, chegar aos cinemas no dia 5 de março.

3636577-sonic-the-hedgehog-sth-ff-008_rgb-6381894-5556189

Para mais notícias sobre Sonic, fique ligado em nosso site e redes sociais.

1 Real a Hora

Encontre Sua Trilha No Mundo Nerd!
1 Real a Hora - 2020 | Desenvolvido por Vedrak | Mantido online e operante em parceria com a Nixem Cloud