Star Wars: A Ascensão Skywalker e seu decepcionante desfecho

| Yan | | Deixe um comentário

Quando a Disney comprou a Lucasfilm e anunciou uma nova trilogia no universo de Star Wars, foi compreensível o receio de uma parcela dos fãs. O Retorno de Jedi (1983) trouxe um desfecho perfeitamente satisfatório para a história da família Skywalker, com a morte do Imperador e a paz restabelecida na galáxia.

Era necessário continuar a partir desse ponto? Havia alguma mensagem para passar ao público por meio dessa trilogia? O lançamento do último filme da saga responde “não” para as duas perguntas.

A Ascensão Skywalker prova um ponto feito por alguns fãs com o lançamento de O Despertar da Força (2015): J.J. Abrams é preguiçoso. Ele optou por uma jogada segura e fez um filme que mais pareceu uma refilmagem de Uma Nova Esperança (1977) com personagens novos, mas houve um lapso de coragem quando em Os Últimos Jedi (2017), Rian Johnson estabeleceu um rumo diferente para os novos personagens (desprendendo eles das comparações inevitáveis com personagens clássicos), abordando as nuances da guerra entre a Primeira Ordem e a Resistência e trazendo uma mensagem interessante, até que Abrams retornou para a direção e expôs o grande problema dessa trilogia, a falta de planejamento.

rise-of-sky-e1555091322960-6697098-1780785
Star Wars: A Ascensão Skywalker

Se houvesse alguém coordenando todas as decisões tomadas ao longo dos três filmes, o resultado teria sido muito melhor, e não o conflito de visão que acabou se tornando. Está óbvio que Abrams desaprova o rumo que Johnson definiu em seu filme, e por isso fez o Episódio IX passar uma mensagem (se é que esse filme passa alguma mensagem) completamente oposta da passada no título antecessor, e isso resulta no filme mais preguiçoso, covarde e cínico de todos os nove da franquia principal.

Se sustentando inteiramente em referências a filmes anteriores, tanto por meio de falas quanto por cenas idênticas as dos capítulos passados, A Ascensão Skywalker também comete o vergonhoso ato de querer entregar confirmações para todas as teorias feitas nos fóruns de internet, chegando ao ponto de introduzir conceitos absurdos e contradizer coisas ditas tanto nas histórias de George Lucas quanto nas novas lançadas pela Disney.

O desenvolvimento que os personagens vinham tendo é descartado e novamente são reduzidos a cópias mal trabalhadas dos personagens clássicos. A linhagem de Rey (Daisy Ridley) é revelada, o que vai contra toda a mensagem do filme anterior que diz que você não precisa ser descendente de alguém importante para ser poderoso na Força. Ben Solo (Adam Driver) reconstrói seu capacete e volta a ser Kylo Ren, o que faz sua decisão de deixar de tentar ser um novo Darth Vader perder todo significado.

Tudo isso para que a batalha final seja uma literal refilmagem da batalha final do Episódio VI. Além disso, ignorando os eventos de Os Últimos Jedi, Poe Dameron (Oscar Isaac) passa por mais um arco sobre aprender a liderar e tomar boas decisões, o que demonstra uma clara falta de visão e rumo para dar para não só ele, mas também personagens como Finn (John Boyega) e Rose (Kelly Marie Tran), que são completamente deixados de escanteio, quase como uma resposta covarde para a os fãs que odiaram o filme anterior.

kylo-ren-adam-driver-star-wars-the-last-jedi-wallpaper-8096-1024x576-1570800-4872552
Star Wars: A Ascensão Skywalker

No fim, os fãs tinham razão em ter receio com as novas sequências. Se O Retorno de Jedi é um final que celebra a saga de forma majestosa, esse filme faz tudo perder o significado e ter sido perda de tempo. O pior desfecho que uma série de nove filmes poderia ter.

Com o retorno do Imperador Palpatine, todos voltam a temer seu poder e, com isso, a Resistência toma a frente da batalha que ditará os rumos da galáxia. Treinando para ser uma completa Jedi, Rey (Daisy Ridley) ainda se encontra em conflito com seu passado e futuro, mas teme pelas respostas que pode conseguir a partir de sua complexa ligação com Kylo Ren (Adam Driver), que também se encontra em conflito pela Força. Star Wars: A Ascensão Skywalker já está disponível em todos os cinemas do Brasil.

Crítica por: Davy Rodriguez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ultimas Notícias

1 Real a Hora

Encontre Sua Trilha No Mundo Nerd!
1 Real a Hora - 2020 | Desenvolvido por Vedrak | Mantido online e operante em parceria com a Nixem Cloud