Resenha| Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas?

| Tiago Amorim |

Se há três palavras que definem a trajetória de vida de Philip K. Dick é: Loucura, Drogas e Livros. O escritor é um dos maiores romancistas da famosa Sci Fi do século passado e pertencente a uma nova safra de escritores de ficção científica, PKD lança ao mundo inúmeras obras revolucionárias do gênero, não somente literárias, mas para o cinema, visto que grande parte delas foram adaptadas para as telonas. PKD é insano, filosófico e extremamente perturbado em questões de realidade, já falou em alguns eventos que foi contatado em sonhos que a realidade que o mesmo vive é pura mentira, é uma realidade programada por máquinas, mas PKD não é somente um louco qualquer, é um louco com imaginação, que inflama nas sinapses cerebrais e traz para as palavras e frases. Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas é um clássico, PKD exprime toda a filosofia unida ao Sci Fi e a elos de pura insanidade criativa e questões para o leitor, vomitando ideias novas e futuristas. Afinal, a maior força que o autor retrata é essa questão: Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas?

Eternamente imortalizado com o clássico cult “Blade Runner” de 1982, Andróides parte de uma narrativa extremamente filosófica e profunda onde a condição humana e sua extrema ligação com os andróides tem de um caráter grotesco em escala de camadas que o autor é capaz de se aproximar, mas fazendo uma analogia ao longa são duas obras completamente distintas, mas que se complementam de uma maneira estrondosa. Nunca vi um exemplo tão amplo de como são diferentes, a adaptação é totalmente diferente, mas nenhuma obra é descartável, ou que a adaptação ficou ruim. Ambas as obras tem lados positivos e negativos embora sejam diferentes. Mesmo com todas as diferenças criadas no roteiro e em sua profundidade, a linha de história principal continua a mesma e sua premissa pode soar repetida, mas é totalmente original. Rick Deckard é um caçador de andróides, que no longa é chamado de “Blade Runner”. Rick no livro é uma figura meio policial, é um homem normal, que trabalha e utiliza seu dinheiro com sua esposa e tem o sonho de ter um animal de verdade. Um animal? Sim. O mundo que Rick vive é um futuro cyberpunk-distópico, Dick nunca deixa explícito a condição de excesso de tecnologia comum em cenários cyberpunk, mas o longa retrata muito bem isso, após uma guerra mundial a Terra ficou totalmente acabada com a radiação das bombas e grande parte dos seres humanos fugiram para colônias interplanetárias, poucos humanos restaram naquela Terra meio acabada. Os afetados pela radiação se chamam de “Especiais”, e obviamente o cenário é de um clima extremamente desagradável, digno da adaptação de Scott. Prédios altos, mundos suburbanos, comida ruim, pessoas trabalhando e morrendo enquanto as luzes da cidade faíscam sob baça luz da lua.

A maior ostentação capaz nessa sociedade distópica é ter um animal real, existe animais artificiais que são réplicas de criaturas verdadeiras, mas como andróides parelhos a humanos não são reais (Ou será que não?), daí parte a premissa de vida de Rick que é ter um animal real, sua ovelha antiga que era verdadeira morrera e o maior desejo da vida é unir dinheiro capaz para comprar uma ovelha real e substituir uma elétrica. E então igualmente no longa, Rick é chamado para “aposentar” alguns andróides pertencentes a um grupo chamado “Nexus-6” que são andróides um tanto especiais, por se assemelharem perfeitamente a estética humana e também por apresentarem um alto nível de inteligência. O livro se parte daí, a partir desse ponto que PKD inicia uma jornada para o céu e o inferno de todas as maneiras possíveis, os debates filosóficos que o autor cria no desenrolar daquela trama partem desde realidade, se toda aquela construção de mundo é realmente verdade ou só mais um sonho até se a empatia é uma característica própria da humanidade, como se um andróide não pudesse emitir empatia, amor e cuidado por outro ser. PKD também mistura seu fascínio pelas drogas criando uma ênfase no líder dos Nexus-6, o consagrado Roy Batty como um experimentador desse tipo de narcótico, causando alucinações de inteligência e ativação de sinapses. Enquanto no longa Roy Batty é uma figura totalmente pragmática, filosófica, calma e um tanto insana, o Roy do livro nutre de uma brutalidade de sobrevivência e não exala um carisma tão amplo.

Anuncio Publicitário

Mas com toda certeza um dos pontos mais fortes do livro e positivo em todos os aspectos também á questão metafísica e religiosa que o autor produz entre as mentes dos personagens, o eterno crescimento de Rick Deckard e sua relação e psicopatia com a necessidade de um animal, além de estar em um casamento cheio de problemas é notável, tanto que em certos momentos do livro você se questiona se Rick é uma figura louca ou não, ou até mesmo um andróide. A confusão ilustre que o autor cria sobre a questão de vida de ser um andróide é extremamente importante, tanto que no longa é retratada de uma maneira dramática, com seu arco único. Mas um ponto um tanto negativo do longa é como descartaram o debate religioso interno no livro, questões transcendentais da existência e da questão humana que são fundamentais para o crescimento de Rick, porém que não foram postas no longa.

A escrita do autor é profunda e extremamente fluída, PKD surge do ponto de vista de dois personagens e Rick pode ser tomado como o protagonista. É de uma ambientação sem escalas e de uma qualidade imaginativa implacável, PKD é puramente sensacional, além de ser um clássico da ficção científica e imperdível para amantes do gênero ou até mesmo da literatura “nerd” em geral, Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas trata de questões da existência, da condição da vida humana e de como podemos nos relacionar com essas figuras sintéticas que chamamos de andróides.

Aviso: Não deixe que a leitura de Philip K. Dick se perca no tempo, como lágrimas na chuva.

Anuncio Publicitário

Nota: 9,5/10

1 Real a Hora

Encontre Sua Trilha No Mundo Nerd!
1 Real a Hora - 2020 | Desenvolvido por Vedrak | Mantido online e operante em parceria com a Nixem Cloud