• Início
  • Cinema
  • Operação Fronteira é mais um clichê de ação | Review

Operação Fronteira é mais um clichê de ação | Review

| José Victor | ,

Lançado na Netflix semana passada e composto por um elenco com nomes de peso, Operação Fronteira apareceu com um enorme potencial a ser explorado. Porém, infelizmente, esse potencial foi totalmente desperdiçado junto com um bom elenco e uma trama que parecia promissora.

A história de Operação Fronteira começa quando Pope (Oscar Isaac) decide montar um grupo com seus amigos ex-militares (Ben Affleck, Charlie Hunnan, Garrett Hedlund e Pedro Pascal) com o intuito de roubar o dinheiro de um traficante que vive na fronteira de países da América do Sul e posteriormente, como já era de se esperar, nada sai como planejado. Com isso, o esquadrão precisa se virar para sobreviver e conseguir completar a sua missão. O filme começa muito bem, já mostrando o personagem de Isaac ouvindo For Whom the Bell Tolls, do Metallica, em seu helicóptero com uma sequência muito bem feita – entretanto o que parecia um filme promissor acaba se tornando mais um clichê de ação logo após a primeira hora de execução, com um desenvolvimento raso e uma trama fraca.

Ao apresentar seu plot, vulgo o grande plano de assalto que é centro do filme, logo na primeira hora de execução, o roteiro já se prova como o principal problema do longa. Após sermos apresentados ao plot, a trama se torna completamente arrastada ao misturar diversos elementos de outros filmes de ação sem saber como trabalhar bem com eles, assim, desperdiçando o enorme potencial que esse filme tinha. Além disso, o roteiro não consegue cumprir nenhuma expectativa criada ao longo da trama – por exemplo, toda hora parece que vai acontecer alguma cena épica de ação, porém o momento nunca chega, fazendo com que a trama realmente se apresente arrastada até suas cenas finais.

A direção do filme deixa bastante a desejar também, mas com um roteiro desse era óbvio que JC Chandor não teria tanto ânimo de dirigir o longa. Ele fez o melhor que pôde e isso está visível ao decorrer do filme, entretanto não foi o suficiente para salvar o melhor do roteiro. No fim, a direção consegue se salvar através da fotografia, que aproveita bastante a paisagem onde o longa se passa.

Quanto ao elenco, todos os integrantes do esquadrão possuem uma interação muito boa e uma química que faz com que eles trabalhem bem em conjunto. Porém a atuação de todos parece ser um pouco preguiçosa, todos os atores parecem não estar dando o melhor para o personagem e sim parecem estar atuando como si mesmos. Em suma, eles funcionam bem em conjunto, mas não estão em sua melhor forma.

Operação Fronteira acaba se tornando mais um clichê de ação por conta de seu roteiro fraco, que acaba fazendo com que um elenco de peso seja desperdiçado em um filme que apresentava um potencial imenso. Porém, caso você goste de um bom longa de ação, vale a pena assistir sem esperar grandes coisas e se divertir com o simples que é apresentado. Além disso, também vale conferir nosso eterno Batman, Ben Affleck, bebendo uma Brahma gelada em um boteco aleatório da América do Sul (e talvez essa seja a única cena boa do filme).

Operação Fronteira foi lançado na Netflix dia 13 de Março.

Ultimas Notícias

1 Real a Hora

Encontre Sua Trilha No Mundo Nerd!
1 Real a Hora - 2020 | Desenvolvido por Vedrak | Mantido online e operante em parceria com a Nixem Cloud