Anuncio Publicitário

Jibaku Shounen Hanako-kun: sobre suspense

| Rachel Pinheiro | , ,
Anuncio Publicitário

Diz-se que, se você for ao banheiro feminino, bater três vezes na porta, e disser, “Hanako-san, Hanako-san, você está aí?”, você irá conjurar o sétimo espírito da escola.

Quando ele aparecer, você poderá fazer-lhe um pedido, qualquer pedido, e este lhe será concedido – no entanto, o preço a ser pago será de equivalente valor ao que lhe for dado. 

Esta é a premissa principal do novo anime da temporada de 2020, Jibaku Shounen Hanako-kun, baseado no mangá homônimo de Iro Aida.

Anuncio Publicitário
jibaku shounen hanako-kun

A obra tem sido, para mim, uma das melhores surpresas do ano – a animação é lindíssima, as dublagens de voz são absolutamente geniais, e a direção do anime tem sido brilhante no que diz respeito a adaptar aspectos do mangá que não podem ser totalmente absorvidos pela mídia animada. 

Peculiarmente, no entanto, meu principal elogio ao anime é a forma como ele tem construído suspense. 

O primeiro contato que tive com Hanako-kun foi durante uma viagem longa de ônibus. Sem internet ou sinal e com todos os meus amigos dormindo, somando isso à minha insônia crônica, passei as 22 horas de trajeto lendo mangás que havia baixado; e um deles, e o que mais me surpreendeu, foi Hanako-kun.

Anuncio Publicitário
jibaku shounen hanako-kun

O enredo começa estranhamente leve para o que eu havia esperado; Yashiro Nene, a auto-proclamada heroína da história, é uma típica personagem que pode ser encontrada em qualquer shoujo, e o verdadeiro protagonista, Hanako, parece ser inofensivo, à primeira vista. 

jibaku shounen hanako-kun

À primeira vista. 

jibaku shounen hanako-kun

A questão peculiar na forma como Hanako-kun constrói tensão e suspense é centrada em um dos temas mais importantes da história: rumores. Nós não vemos Hanako fazer nada de claramente assustador ou aterrorizante em cena – além do susto inicial, e de seu status inerente de espírito, tudo o que sabemos dele vem do que ouvimos falar sobre ele. 

Anuncio Publicitário
jibaku shounen hanako-kun

Sabemos que é um fantasma, e o mais poderoso dos sete espíritos que habitam a escola. Sabemos que ele já viveu, como entidade sobrenatural, mais de cinquenta anos, e que ele matou uma pessoa, e foi morto, ou morreu (as circunstâncias de seu falecimento são tão misteriosas quanto tudo o mais sobre ele) quando era muito jovem.

Sabemos, por meio do contato que Nene passa a ter com outras entidades, que ele é forte o suficiente para comandar todos os outros, que eles o respeitam e obedecem suas ordens, chegando mesmo a chamá-lo pelo sufixo -sama. 

Mas tudo isso, sabemos porque ouvimos sobre. Rumores são extremamente importantes em Hanako-kun: eles sustentam as entidades e lhes dão poder e forma.

Anuncio Publicitário

Aquilo que falam sobre os sete espíritos da escola, aquilo que os alunos sussurram entre si durante os intervalos das aulas, as histórias que contam uns para os outros, este é o verdadeiro cerne de todo o enredo da obra. Algo completamente banal, corriqueiro, algo que todos nós fizemos quando criança: desafiar o colega a ir no banheiro e chamar a loira do banheiro, brincar do jogo do copo ou compasso. 

Em Hanako-kun, no entanto, todas essas brincadeiras são verdade, e não apenas verdade, mas poder

jibaku shounen hanako-kun

Isto leva Nene a buscar o sétimo espírito, e até mesmo ela vai de maneira incrédula. Ela quer que um de seus veteranos se apaixone por ela, e chama por Hanako quase como um jogo. No entanto, ele aparece, e a partir daí o enredo se desenrola. 

Anuncio Publicitário
jibaku shounen hanako-kun

Sua primeira interação com Nene é levemente assustadora, um pouco no limite do que se chama uncanny valley, ou vale da estranheza – algo que parece humano, mas que possui algo de errado, algo de distorcido. Ele parece uma criança, um jovem, e se comporta como um; mas devido à atuação de voz brilhante de Megumi Ogata (que já dublou Ikari Shinji em Neon Genesis Evangelion), sabemos que existe algo de perturbador nele, algo que está distante do que nossa mente inconscientemente classifica como normal, inofensivo. 

Apesar disso, nada de mais acontece. Os primeiros momentos do mangá e do anime lembram o de uma típica história escolar – mais frequentemente do que o contrário, as interações entre Nene e Hanako são engraçadas e cotidianas. Somos levados a acreditar que Hanako é, apesar de tudo que ouvimos sobre ele, um espírito amigável. 

jibaku shounen hanako-kun

Quando eu li todos os capítulos já lançados de Hanako-kun naquela fatídica viagem de ônibus, cheguei para meus amigos contando enredos assustadores, cenas que haviam me feito olhar aterrorizada por cima do ombro, histórias verdadeiramente perturbadoras. 

Anuncio Publicitário

Eles se empolgaram para o lançamento do anime, e, depois de assistirem os primeiros episódios, me disseram, “Mas onde está tudo aquilo que você nos contou?”

Aí está a genialidade de Jibaku Shounen Hanako-kun. O começo é leve e cômico – e nos acostumamos com Hanako sendo daquela maneira. 

jibaku shounen hanako-kun

Até que somos, súbita e brilhantemente, lembrados do que ele realmente é. 

Anuncio Publicitário

Somos lembrados de que não sabemos de nada. Não sabemos nem mesmo seu verdadeiro nome – o título pelo qual todos o chamam, ‘Hanako’, é apenas isso, um título, uma história conhecida entre os adolescentes japoneses da mesma maneira que a nossa conhecida ‘loira do banheiro’ ou a mais gringa ‘Bloody Mary’. Não sabemos nada sobre o seu passado, sobre sua história. Seu design de personagem nos diz algumas coisas a mais: ele porta o que parece ser uma faca de cozinha como arma, veste roupas que lembram as de um estudante japonês dos anos 1960. 

Somos lembrados de tudo que ouvimos falar; e de que aquele garoto ao qual chegamos a nos afeiçoar é tudo aquilo que os rumores falam dele, e que o amigo de Nene, um exorcista em formação e sempre desconfiado daquilo que não é humano, constantemente insiste que ele é: um assassino, um espírito, uma incógnita. Somos lembrados de que não sabemos absolutamente nada sobre ele além daquilo que nos foi permitido ver. 

jibaku shounen hanako-kun

Apesar disso, nunca nos é escondida a verdadeira natureza de Hanako: ela está lá, sempre. Na maneira como ele menciona sexo e morte de uma maneira perturbadora para alguém que aparenta ser tão novo, na faca que ele sempre carrega consigo, no medo que as outras entidades tem dele. 

Anuncio Publicitário
jibaku shounen hanako-kun

Nos detalhes. 

Esta é a essência de um suspense bem-feito. Os detalhes. Em O Iluminado, o primeiro filme de suspense que vi na vida, mordendo o lençol de medo aos 13 anos, nos é sempre retratado como Jack Torrance vai, aos poucos, perdendo a sanidade dentro do hotel em que está confinado com sua família – e, no entanto, inconscientemente nos negamos a absorção desse fato; até que, em uma cena absolutamente aterrorizante, sua esposa encontra o manuscrito do livro em que ele diz estar trabalhando. 

E vê a prova concreta e aterradora de sua loucura. 

Anuncio Publicitário

É fácil fazer um jumpscare, e é nisso em que a maioria dos filmes de terror se baseia, e é por isso que não gosto deles. Existe uma fórmula óbvia para fazer uma pessoa pular na cadeira – reduzir a iluminação, manter tudo silencioso, esperar um tempo, o suficiente para que ela fique apavorada com a expectativa de algo, e depois jogar algo grotesco ou horrível em sua cara. Qualquer ser humano reage com pânico a isso; todos possuímos instinto animal de sobrevivência. 

Mas suspense, a construção de tensão, ela é longa e deliberada

Uma coisa é assustar uma pessoa – outra coisa bem diferente, e bem mais difícil, é fazer com que ela fique tensa

Anuncio Publicitário

Em Hanako-kun, ela está presente na própria abertura do anime. Nos cortes súbitos, nas cores perturbadoramente brilhantes, na mudança sutil – por que Hanako aparece com o adesivo que leva em seu rosto branco no início da abertura, e, ao final, o mesmo adesivo encontra-se em sua outra bochecha, de cor diferente? Se Hanako é mesmo tão amigável quanto parece ser, por que não sabemos seu verdadeiro nome? Se ele é mesmo tão inofensivo, por que carrega uma arma consigo? Como ele morreu? Quem ele matou?

Os primeiros episódios de Hanako-kun nos enganam, mas, ao mesmo tempo, nos mostram quase tudo que precisamos ver – mas não o suficiente para que nos sintamos satisfeitos com o conhecimento que temos. Como um rumor, sabemos pouco, de maneira vaga, e queremos mais, mesmo que tenhamos plena noção de que, provavelmente, o final da história será assustador.

jibaku shounen hanako-kun

O enredo segue, irá seguir à medida que a adaptação for realizada, e tudo escala para aspectos verdadeiramente perturbadores, quando descobrimos mais sobre o passado de Hanako, sobre as outras entidades, sobre os segredos que estão escondidos nos cantos e paredes da escola. 

Anuncio Publicitário
jibaku shounen hanako-kun

Quando recebemos algumas respostas para as inúmeras perguntas que temos, apenas para termos ainda mais questionamentos, que progressivamente ficam mais doentios. 

O suspense está nas perguntas. Na hesitação. Na beira daquilo que parece humano mas não é. 

Na porta se abrindo levemente quando não esperamos que ela se abra. 

Anuncio Publicitário

1 Real a Hora

Encontre Sua Trilha No Mundo Nerd!
1 Real a Hora - 2020 | Desenvolvido por Vedrak | Mantido online e operante em parceria com a Nixem Cloud