Anuncio Publicitário

Capitão Marvel ou Shazam? Entenda essa confusão

| Yago Feitosa | , ,
Anuncio Publicitário

Em 2019 tivemos o lançamento de Capitã Marvel,  e também teremos um filme do Capitão Marvel, isso mesmo, nessa quinta-feira estréia Shazam!. O tão esperado filme do Capitão Marvel original que inclusive já temos uma crítica sobre o longa, confira aqui

Shazam, a versão dos cinemas do Capitão Marvel original

Muitos provavelmente não sabem, mas como disse em cima, o nome Capitão Marvel originalmente era utilizado pelo personagem hoje em dia conhecido como Shazam. Ele originalmente apareceu na segunda edição do gibi americano Whiz Comics, publicado pela editora Fawcett Comics em 1940, e roteirizado por C. C. Beck.

13327342_1087307858020566_4642458874224222931_n
Super-herói de capa destruindo um carro na sua primeira aparição? onde já vimos isso??

O novo super-herói da época podia voar, tinha força sobre-humana, era veloz e invulnerável. Isso mesmo, o personagem tinha grande semelhança no que dizia respeito aos poderes e também ao visual do Superman, a grande estrela da editora rival, a DC Comics.

Anuncio Publicitário

Por causa de sua grande popularidade, a DC se incomodou com a presença do Capitão Marvel e resolveu tomar medidas drásticas. Por 10 anos, a grupo empresarial que representava a editora foi para as cortes alegando que a Fawcett estava infringindo clausulas contratuais relacionadas aos direitos autorais do Superman. Finalmente em 1953 a editora Fawcett Comics desiste das ações legais contra a DC, e encerra suas publicações com a edição 150 de Captain Marvel Adventures.

Casamento na ultima edição? seria isso uma critica?

A partir daí o caminho fica livre para substitutos, e cópias..
Em 1954 surgia o Marvelman, que depois de alguns anos viria a ser conhecido como Miracleman. Ele possui um visual bem diferente porém os poderes e background do protagonista é bem parecido com o de seu antecessor.

Recomendo a fase do Alan Moore

Marcas registradas, ao contrário de direitos autorais, duram apenas enquanto você realmente usa a marca no comércio. A marca Captain Marvel não estava sendo utilizada e aproveitando essa brecha, a editora de Myron Fass lançou o seu Capitão Marvel. O novo herói podia desmembrar partes do corpo usando a palavra “split”.

Anuncio Publicitário

Esse novo personagem durou poucas edições, e foi aí que a Casa das idéias entrou em ação: Stan Lee e Gene Colan surgem com um super-herói pertencente a raça Kree, raça que já havia sido apresentada nas histórias do Quarteto Fantástico. Claro que não iriam perder a chance de ter um super-herói com o nome da editora.

Anuncio Publicitário

Anos depois, uma das personagens de apoio de Marv-Vell manifestou poderes, decorrente de um acidente em que a explosão de um dispositivo Kree alterou seu DNA.  Carol Danvers assumiu a identidade de Ms. Marvel e se tornou a nova super-heroína de Nova York.

Nos anos 70, a DC Comics adquiriu os direitos de vários personagens de editoras falidas. Os heróis da Fawcett Comics foram uma das principais aquisições. Em 1973, a editora resolveu retomar as histórias do  Capitão Marvel, porém não podiam usar seu nome como título da revista já que a Marvel não abandonava a marca. Como saída, o gibi passou a usar Shazam! na capa.

Anuncio Publicitário

Para manter a marca Captain Marvel, a Marvel teve de manter o título mesmo após a morte de seu personagem. E foi aí que uma nova versão surgiu. Nos anos 80 a primeira mulher a usar o nome Captain Marvel surgiu

Anuncio Publicitário

Nos anos 90, Genis-Vell assumiu o manto que já fora pertencente ao seu pai. E ele permaneceu com essa identidade por um bom tempo.

Enquanto isso a DC continuava a testar novas variações de títulos para o Capitão Marvel original. As aventuras de Billy Batson eram publicadas em The Power of Shazam!. E o personagem continuou seguindo com essa marca por um tempo.

Anuncio Publicitário

Em 2006, a DC tentou pela primeira vez resolver esse problema de marca. Com o Capitão Marvel assumindo o lugar do Mago Shazam, um novo campeão deveria substituir Billy Batson. O escolhido pra herdar esse manto foi Freddy Freeman, o ex-Capitão Marvel Jr. Dessa vez ele teria a oportunidade de ser o campeão da magia. Só que ao invés de assumir o nome de Capitão Marvel, ele passaria a usar o nome de Shazam.

Anuncio Publicitário

Continuando com essa mesma ideia de utilizar o mesmo nome na capa e no personagem, a DC aproveitou a reformulação ocorrida durante Os novos 52, em 2011, para reapresentar o personagem original com uma nova origem e com o nome de Shazam.

Logo em seguida, uma velha conhecida assumiu o nome Capitã Marvel. A heroína anteriormente conhecida como Ms. Marvel passou a adotar o tão cobiçado nome.

Anuncio Publicitário

Esses 2 últimos foram adaptados para filmes com estreia esse ano, coincidência? não sei, mas to gostando de ver os dois ganhando destaque a telona. 

Anuncio Publicitário

Muita gente por aí acha que a DC perdeu o direito de usar o nome e passou a chamá-lo de Shazam por causa de brigas judiciais. Na verdade ela só não usa por questões de marketing mesmo, pois em 2015 Grant Morrison apresentou o campeão da Terra 5 em Thunderworld Adventures 1, que faz parte da série Multiversity, e lá ele se chama Capitão Marvel.

Ou seja, quando a DC quer ela pode usar, só não pode pôr na capa.

Anuncio Publicitário

Ultimas Notícias

1 Real a Hora

Encontre Sua Trilha No Mundo Nerd!
1 Real a Hora - 2020 | Desenvolvido por Vedrak | Mantido online e operante em parceria com a Nixem Cloud