• Início
  • Artigos
  • A Queda de Murdock e o auge de Demolidor em sua terceira temporada | Review

A Queda de Murdock e o auge de Demolidor em sua terceira temporada | Review

| José Victor |

Depois de muita expectativa e um pouco de medo por conta das produções anteriores da parceria Marvel/Netflix, finalmente tivemos o lançamento da tão aguardada terceira temporada de Demolidor. O novo ano da série nos trás novos personagens, uma trama mais pé no chão (sem ninjas ou ressurreição) e novos dilemas aflingindo Matt Murdock.

A trama da nova temporada é uma adaptação da famosa HQ do Homem sem medo, A Queda de Murdock, escrita por Frank Miller em 1986 e começa logo após os eventos de Os Defensores, onde Murdock e Elektra aparentemente foram soterrados pelo prédio da Midland Circle. Após ser encontrado e acordar no convento onde foi criado após a morte de seu pai, Matt começa a se questionar entre o certo e o errado, qual o sentido de seus atos como Demolidor, dentre outras questões religiosas e fica afastado de todos até sua recuperação. Enquanto isso, sabendo que Murdock é o Demolidor, Wilson Fisk sai da prisão após fazer um acordo com o FBI e planeja, não só o destruir, como também manchar a reputação do herói. Com isso, vemos novamente o conflito entre Matt Murdock e o Rei do Crime, dessa vez para acabar com a situação de uma vez por todas. A adaptação do arco de Miller, mesmo com algumas modificações na trama, funciona perfeitamente na série – afinal, o objetivo é o mesmo que a obra original.

0926331-7175294-9917505

O interessante dessa temporada é que cada personagem tem o seu próprio arco, onde os personagens são bem explorados em seus próprios conflitos – enquanto nas temporadas anteriores não víamos tanto disso. Karen Page, por exemplo, ganhou um episódio voltado para o seu passado e mesmo que essa parte seja um pouco chata e arrastada, é bem interessante de se ver para entender melhor sobre a personagem. Durante esse ano, vemos o próprio Matt Murdock (Charlie Cox) em seu próprio conflito interno e religioso e observamos Wilson Fisk (Vincent D’Onofrio) ganhando força após sair da prisão e planejando a destruição do vigilante, enquanto Karen Page (Deborah Ann Woll) e Foggy Nelson (Elden Henson) procuram formas de fugir do Rei do Crime, de ajudar Murdock em sua luta e como lidar com os seus próprios problemas e dilemas. Além disso, tivemos a introdução de Wilson Bethel como Poindexter, nosso futuro Mercenário, e de Jay Ali como agente Nadeem, ambos exercendo seus papéis de forma excepcional. Entretanto, Poindexter acaba roubando a cena sempre que aparecia nas lutas contra Murdock e em seu arco, que é bem promissor nas futuras temporadas.

O roteiro consegue fluir bem durante os treze episódios da temporada fazendo com que não haja excesso em seu número. Porém, como já citado acima, há um episódio que quebra o clima de tensão da série ao se apresentar um tanto como arrastado ao nos mostrar o passado de Karen Page. Era necessário pra trama? Até que sim, mas não precisava de 40 minutos de tela para isso. Uma coisa ótima foi a série ter ”dois finais”, de certa forma: um que dá uma continuidade para as próximas temporadas e outro que pode ser o final definitivo, caso a Netflix decida cancelar também essa série – o que eu torço para que não aconteça pois ela é a melhor série da parceria Marvel/Netflix, e essa temporada só prova que o título ainda apresenta um potencial enorme a ser explorado.

E sobre a fotografia, não poderia deixar de citar a incrível cena de luta do corredor, marca registrada de Demolidor, que dessa vez foi feita em um plano sequência de aproximadamente dez minutos conseguindo, assim, superar as cenas mostradas nas temporadas anteriores e em Os Defensores. Essa evolução não é vista somente nessa cena, mas sim em toda a fotografia e na coreografia das lutas durante a temporada.

426c_ringside_unit_306_01761r-0-1880153-2417006

Resumindo: a terceira temporada de Demolidor prova que a série ainda tem um enorme potencial a ser explorado e consegue ser a melhor temporada do Homem sem Medo, com uma excelente adaptação da obra original (mesmo com todas as alterações apresentadas), com todos os personagens devidamente explorados e com uma conclusão épica. Agora é torcer para que a série não tenha o mesmo fim que Luke Cage e Punho de Ferro, afinal, a adaptação pode ter sido de A Queda de Murdock, mas o que vemos aqui é o auge de Demolidor.

A terceira temporada de Demolidor foi lançada em 19 de Outubro na Netflix.

1 Real a Hora

Encontre Sua Trilha No Mundo Nerd!
1 Real a Hora - 2020 | Desenvolvido por Vedrak | Mantido online e operante em parceria com a Nixem Cloud

Adblock Detectado

Nosso website necessita exibir anúncios para poder se manter, por favor desabilite o adblock para colaborar com o 1 real a hora