Publisher Theme
I’m a gamer, always have been.

Kimetsu no Yaiba | Conheça mais sobre o mito dos Oni

0

Na última quinta-feira (01/04) chegou entrou no catálogo da Netflix o badalado anime Kimetsu no Yaiba, que fez bastante sucesso no ano de 2019, na qual mostra as aventuras do personagem Tanjiro enfrentando seres chamados de Oni, ao mesmo tempo que também enfrenta uma jornada para fazer com que sua irmã deixe de ser um.

Junto das ótimas tramas e o belíssimo desenvolvimento dos personagens, uma coisa que fez com que a obra se destacasse muito foi as próprias criaturas mencionadas no parágrafo acima.

Inspirados no folclore japonês, apesar de serem bem adaptados dentro da proposta anime, os Oni de Kimetsu no Yaiba não possuem muita fidelidade ao mito original. Por isso, este presente artigo pretende mostrar um pouco mais sobre a verdadeira história por trás desses monstros tão icônicos do folclore nipônico.

Leia Também: Kimetsu no Yaiba | Filme ganha data de estreia no Brasil

Kimetsu No Yaiba | Conheça Mais Sobre O Mito Dos Onis
Foto Reprodução: O Vício

Oni: Conceito e origem

Os Oni são considerados uma espécie de yõkai (seres sobrenaturais) do folclore japonês. A palavra não possui uma tradução tão exata para o ocidente, podendo significar algo como demônios, ogros ou trolls.

Segundo o mito original, um Oni nasce como humano, mas se ao decorrer de sua vida chegar a cometer várias atrocidades, acabam renascendo em uma forma demoníaca dentro de um dos infernos do Budismo.

Quando ocorre a transformação de humano para Oni, o indivíduo torna-se um servo do grande Lorde Enma, o governante do “Jigoku” (inferno). Eles chegam a exercer trabalhos destrutivos como criar desastres naturais, espalhar doenças perigosas e punir os condenados.

No Jigoku eles aplicam punições bastante dolorosas, que vão desde o descascamento de peles até o esmagar dos ossos de outros pecadores que são condenados. Os pecadores que sofrem toda essa tortura são aqueles que não foram ruins suficientes em suas respectivas vidas para que pudessem tornar servos do Lorde Enma.

De acordo com a lenda, quando uma pessoa chega ser muito perversa a um nível muito alto de maldade, acaba se transformando em um Oni ainda em vida, espalhando mais terror na Terra.

Estes em específico, são os que atacam nas regiões montanhosas, onde boa parte das histórias contam, além de serem os mais difíceis de serem derrotados.

Leia Também: Shingeki no Kyojin | Conheça as inspirações por trás da criação do universo da obra

Kimetsu no yaiba | conheça mais sobre o mito dos oni
Foto Reprodução: Amino Apps

Oni: Representação e aparência

É válido lembrar que as representações feitas dos Oni podem variar muito, contudo, a maioria das vezes que eles foram relatados, eram como um tipo de criatura gigante, tendo garras e presas bem afiadas, cabelos grades e desgrenhados e um enorme par de chifres em suas cabeças.

A cor da pele deles podem variar bastante em cada história contada, entretanto, o azul, vermelho, preto, rosa e verde são os que aparecem de forma predominante.

Geralmente, retratam eles portando um bastão pontiagudo de ferro chamado “hanabõ” ou com uma grande espada. Devido a isso, eles conseguiram ganhar um status de resistência e invencibilidade.

Leia Também: Kimetsu no Yaiba | Filme virá com classificação +18 para o ocidente

Kimetsu No Yaiba | Conheça Mais Sobre O Mito Dos Oni
Estátuas Que Representam Dois Onis De Diferentes Cores | Foto Reprodução: Japão Em Foco

Oni: Formas de combatê-los

Caçadores de demônios e Hashiras foram criações próprias de Kimetsu no Yaiba que não chegaram a ser relatados nenhuma vez durante os contos e registros sobre o mito. Apesar disso, existem formas popularmente conhecidas para conseguir enfrentá-los.

Existe uma superstição forte de que estátuas de macaco conseguem fazer com que a aproximação dessas criaturas sejam impedidas.

Também é bastante comum em algumas vilas a realização de um festival chamado Setsubun, que ocorre durante o começo da primavera e que tem como objetivo principal afastar os Oni, jogando grãos de soja fora da porta de casa por conta de superstição.

Esse festejo é comemorado durante o dia 3 de fevereiro, sendo realizada de uma forma em que cada família siga um ritual intitulado como Mamemaki (em tradução livre: jogar grãos de soja).

O mamemaki é conduzido geralmente pelo patriarca da família, junto de outro membro dela que se veste de Oni e joga os grãos de soja para fora de casa.

A origem desse festival vem de uma antiga lenda, que fala de uma senhora velha que tenta roubar uma coisa de um outro senhor velho. Porém o velho era na verdade um Oni disfarçado de humano.

Quando o velho presenciou o ato do roubo, acabou se revelando como Oni, após o susto, a velhinha pegou a primeira coisa que viu perto dela: grãos de soja e jogou nele. A partir disso que surgiu o ato de jogar grãos para expulsá-los do ambiente.

Kimetsu no yaiba | conheça mais sobre o mito dos oni
Foto Reprodução: Japão Em Foco

Leia Também: Shingeki no Kyojin | Conheça as inspirações por trás da criação do universo da obra

Oni: Símbolo de proteção

Atualmente, os Oni acabaram perdendo a fama de serem ruins e assumiram a função de protetores. Alguns homens se fantasiam de Oni e participam de festivais para espantar o azar.

De um tempo pra cá virou costumeiro colocar estátuas de Oni em edifícios para repelir o azar de lá, algo similar com que fazem com as gárgulas no ocidente.

Kimetsu No Yaiba | Conheça Mais Sobre O Mito Dos Oni
Foto Reprodução: Veja Online

Fontes utilizadas neste artigo: Japão em foco, Urawaza Bugeikai, Caçadores de Lenda e Jovem Nerd

Leave A Reply

Your email address will not be published.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More