Mobile Suit Gundam: Hathaway's Flash ganha data de lançamento e material promocional inédito!

Todo fã de robôs gigantes com o mínimo de respeito por si mesmo já ouviu falar de Mobile Suit Gundam. Conhecida por ser praticamente a mãe do subgênero Real Robot, a franquia criada por Yoshiyuki “Matei Mais Que o Martin” Tomino ao final da década de 70 perdura até os dias de hoje como uma das mais influentes no Mecha e na cultura nipônica como um todo, tendo inclusive desempenhado um papel fundamental para fazer do estúdio Sunrise (Cowboy Bebop, InuYasha e Code Geass) essa força da natureza que temos hoje.

Pelo primeiro parágrafo dessa reportagem vocês devem ter percebido que eu sou um grande fã de Gundam (o apelido carinhoso pelo qual me referi ao Tomino provavelmente entregou). Como um grande fã dessa franquia, fico extremamente empolgado para anunciar que o longa-metragem Mobile Suit Gundam: Hathaway’s Flash, o próximo capítulo na história do Universal Century (cronologia principal de MSG), ganhou uma data de lançamento definitiva e um monte de material promocional para acompanhá-la. Confira o teaser inédito disponível no canal GundamInfo:

A animação do novo filme parece impecável, e remete mais à estética presente na fenomenal minissérie de OVAs Mobile Suit Gundam Unicorn do que àquela vista no péssimo filme Mobile Suit Gundam Narrative (que sinceramente espero que seja excluído do cânone).

Além desse trailer, foi lançado um poster que mostra o RX-104FF Penelope, Mobile Suit pilotada pela antagonista Lane Aime, em uma ambientação que me leva a deduzir que Hathaway’s Flash dará prioridade a batalhas em terra firme e deixará de lado os extravagantes combates espaciais de seus antecessores.

Mobile Suit Gundam

Esse pôster também deixa uma coisa bem clara: o filme será lançado no dia 23 de julho desse ano, e mal posso esperar por essa data.

Sobre Mobile Suit Gundam: Hathaway’s Flash

Situado no ano 105 da cronologia Universal Century, cerca de 12 anos após os eventos do filme Char’s Counterattack e 9 anos após os eventos do “Incidente Laplace” em Unicorn, Mobile Suit Gundam: Hathaway’s Flash é a primeira parte de uma trilogia de adaptações dos romances homônimos escritos por Yoshiyuki Tomino entre 1989 e 1990.

Poucos anos após a Federação Terráquea finalmente aceitar a República de Zeon como um estado soberano, a ganância e preconceito dos terráqueos levaram à formação de unidades “Man Hunter” com o intuito de expulsar violentamente da Terra qualquer cidadão considerado “desprivilegiado” ou “indesejável”, deportando-os para as colônias espaciais.

Aí entra o grupo terrorista Mafty, liderada pelo herói de Hathaway’s Flash: Hathaway Noa (filho do capitão Bright Noa, um dos personagens mais importantes da franquia), que usa o pseudônimo Mafty Navue Erin e fundou a organização como uma vingança contra a Federação, pois ela traiu os ideais daqueles que morreram para salvar a Terra.

O Hathaway que vemos aqui carrega inúmeros traumas. Tendo em vista que em Char’s Counterattack ele tinha apenas treze anos, e mesmo assim lutou na linha de frente da Segunda Guerra Neo Zeon e testemunhou as mortes de muitas pessoas importantes para ele, não é nada surpreendente.

Agora, considerando a si mesmo herdeiro dos ideais dos lendários Amuro Ray e Char Aznable, o jovem Hathaway Noa pretende lutar para trazer à vida os sonhos de ambos os seus heróis. A determinação de Hathaway pode ser a nova esperança da humanidade, assim como a fagulha que mudará o mundo.

Como dito anteriormente, o filme Mobile Suit Gundam: Hathaway’s Flash será lançado em 23 de julho de 2020 nos cinemas japoneses, sem previsão para a estreia no ocidente.