Anúncio Publicitário

A caoticidade de Jóias Brutas | Review

Anúncio Publicitário

E mais uma vez somos recebidos com tensão e caos pelos irmãos Safdie, a dupla que trouxe o renomado Bom Comportamento estrelado pelo bastante recém comentado Robert Pattinson também é recheado de caos urbano e de personagens que tentam fugir ao mesmo tempo que resolver com urgência seus problemas, porém com um toque a mais de adrenalina.

Bom Comportamento
Robert Pattinson em Bom Comportamento.

Jóias Brutas segue essa estética urbana e caótica das cidades grandes que os irmãos Safdie aparentemente gostam bastante de trabalhar. Aqui somos levados de maneiras sufocantes e intensas junto com seu personagem principal à todos os seus problemas, vendo cada passo e cada ação se concretizar, cada possibilidade que aquilo poderá desencadear, é sempre bastante tenso.

É claro que a direção habilidosa da dupla faz isso tudo acontecer, pois é possível notar que eles tem conhecimento da atmosfera que querem usufruir, da história que querem contar e do ritmo que querem manter, mas tudo isso não seria tão consistente sem a brilhante performance de Adam Sandler.

Anúncio Publicitário

Adam Sandler
Adam Sandler como Howard Ratner.

Sim, a Jóia Bruta tanto falada do longa é Adam Sandler em uma de suas performances mais completas de sua carreira, se não a mais completa. Totalmente despido de si mesmo, constrói todo o personagem não só a partir do jeito de falar e de maneirismos, mas até de improvisos que a direção deu liberdade para Sandler adicionar e enriquecer seu personagem por si mesmo.

Tudo é muito orgânico e verossímil, nos faz sentir pena de um personagem que é bem passível de ser detestável, e mesmo que escrachado em certos momentos (não de uma maneira ruim) consegue nos dar um vislumbre do mais humano e subjetivo em seu personagem.

A brilhante atuação de Sandler se completa com a caótica atmosfera que é proposta pelo longa, fazendo a direção da dupla ser sempre precisa.

Anúncio Publicitário

Jóias Brutas

É fácil se sentir sufocado em uma cena onde há mais de três personagens falando ao mesmo tempo, se sobrepondo uns aos outros, ações acontecendo ao mesmo tempo, acontecimentos aparecendo sob outros acontecimentos, escalando como uma grande bola de neve de caos.

O jeito como somos manipulados em meio ao caos da vida do personagem de Sandler e como são os breves momentos para respirar de alívio é sempre muito bem executado e arquitetado, nossa tensão e aflição é elevada mas nunca ao extremo, sempre preparando tudo para o ato final.

No final, a direção junto de Adam Sandler nos leva nessa angustiante, porém extremamente bem executada, rotina caótica urbana.

⭐⭐⭐⭐⭐

Anúncio Publicitário

Excelente