Anúncio Publicitário

Presidente da Blizzard culpa expectativas da comunidade pelo fracasso de “Warcraft III: Reforged”

O ano de 2020 mal começou e já temos uma história que certamente estará no top 10 de maiores fiascos da indústria dos games nessa década: Warcraft III: Reforged, o muito aguardado remaster/remake de um dos jogos de Estratégia em Tempo Real (RTS) mais aclamados de todos os tempos.

O lançamento de Reforged foi um desastre tão monumental que os fãs furiosos até quebraram o recorde para a maior recepção negativa da história do Metacritic, levando a user score para 0.5 (até o momento dessa matéria). Como foi a reação da Blizzard a respeito disso? Bom… vejamos…

Segundo reportagem do gamesindustry.biz, durante uma teleconferência de resultados referentes ao quarto trimestre de 2019, o presidente da Blizzard J. Allen Brack foi perguntado a respeito das controvérsias que giram em torno do remake, que (além de apresentar diversos problemas em um nível fundamental) fracassou em cumprir as ambiciosas promessas feitas pelos desenvolvedores quando o jogo foi anunciado em 2018.

Comparação feita pela IGN entre as cutscenes mostradas no demo da Blizzcon 2018 e as presentes na versão de lançamento.

“No que diz respeito a Warcraft III: Reforged, honestamente, tem sido uma semana meio difícil”, diz Brack durante a conferência. “Nossa comunidade veio a esperar coisas realmente incríveis de nós, e ouvimos deles que não atingimos esse patamar. Mas nós confiamos em nossos jogos, e temos consistentemente mostrado que não só mantemos nosso suporte a eles, mas também continuamos a aprimorá-los mesmo depois do lançamento, e nós nos comprometemos a fazer isso aqui também. Então vamos continuar atualizando o jogo, e continuaremos mantendo a comunidade atualizada com nossos planos daqui pra frente”.

O tom da declaração não foi muito diferente do pedido público de desculpas que a empresa deu no último dia 3 de fevereiro, no qual o gerente da comunidade da Blizzard também detalha algumas fixes mais imediatas que a equipe pretende implementar a curto prazo. Será que em algum momento, Warcraft III: Reforged se tornará um remake digno? Nunca se sabe.

Warcraft III: Reforged

Entenda melhor a polêmica envolvendo Warcraft III: Reforged

Pode-se resumir todas as controvérsias que giram em torno de Warcraft III: Reforged agrupando-as em três categorias.

A primeira categoria é a faceta mais simples e mais evidente da polêmica, embora seja apenas a ponta do iceberg no que diz respeito à insatisfação dos fãs. Claro que estou falando do fato (já mencionado anteriormente) de que Reforged não cumpriu nenhuma das promessas mais ambiciosas que fez durante sua campanha publicitária.

Primeiro trailer de Reforged

Entre outras melhorias, foram prometidos uma interface melhorada (que não ocupa 25% da tela) e um rework completo da campanha single-player. O rework incluiria alterações na narrativa do jogo de modo a conectá-la melhor ao cânone do MMORPG World of Warcraft, acompanhadas de aproximadamente quatro horas de cutscenes completamente refeitas, dando vida à história épica de Warcraft III de uma forma que não foi possível fazer em 2002.

Como podem imaginar, isso não foi cumprido e tanto a campanha quanto a interface em Reforged são essencialmente as mesmas do jogo original, com mudanças mínimas (e segundo alguns usuários, alguns downgrades no que diz respeito à performance e ao áudio). No patch 1.32 foram restauradas três missões do Prólogo que até então estavam presentes apenas na demo original de Reign of Chaos, o que é interessante de se ver mas, mesmo assim, não caracteriza conteúdo inédito.

A segunda categoria envolve a alteração feita pela Blizzard nos termos de serviço de Warcraft III: Reforged, especialmente no que tange à criação de conteúdo pelos jogadores. É aqui que a polêmica deixa de ser simplesmente decepção generalizada e passa a envolver comportamentos genuinamente ofensivos e que estabelecem precedentes nocivos para a indústria.

Talvez os leitores mais novos não saibam, mas o subgênero MOBA se originou com um custom map criado para The Frozen Throne chamado Defense of the Ancients (ou DOTA). Como a Blizzard não detinha os direitos para o nome DOTA, estes foram adquiridos pela Valve, que posteriormente desenvolveu DOTA 2 e se tornou um dos jogos mais populares do mundo nesse gênero.

A Blizzard não quer perder essa oportunidade novamente, então junto ao lançamento de Reforged eles alteraram os termos de serviço para que todo e qualquer conteúdo criado por usuários em Warcraft III a partir daquele momento se tornasse automaticamente propriedade intelectual da empresa, e isso inclui a abdicação dos direitos morais sobre o conteúdo.

Para exemplificar: se você criar um mapa ou modo de jogo para Reforged e sua criação fizer muito sucesso, a Blizzard é automaticamente capaz de reivindicar total propriedade sobre ela, tendo direito a todos os lucros provenientes de uma eventual monetização e sem qualquer obrigação de dar crédito a você.

Por fim, a terceira categoria diz respeito à retrocompatibilidade de Reforged com a versão clássica de Warcraft III. Você leu as duas categorias anteriores e decidiu que prefere continuar com a versão clássica porque assim é melhor? Bom, esse não é seu dia de sorte, porque as modificações de Reforged foram implementadas na versão clássica automaticamente.

Ou seja, todos os problemas relacionados à performance e à nova arquitetura da battle.net (sem falar no menu principal que é um web app rodando no navegador Google Chrome) foram retroativamente aplicados ao jogo clássico.

Desta forma, a experiência clássica de Warcraft III foi efetivamente morta pela Blizzard, e não há mais forma legal de apreciar o jogo em seu estado original.

Esse foi o resumo de toda a controvérsia que envolve a Activision Blizzard e o desastroso Warcraft III: Refunded Reforged. Naturalmente, a redação recomenda evitar gastar dinheiro com esse jogo em seu estado atual, mas se você caiu no conto do marketing e se arrependeu, ficará reconfortado em saber que a Blizzard está oferecendo reembolsos automáticos. Basta entrar nesse link aqui e pedir pelo reembolso, que estará disponível por um tempo limitado sem quaisquer restrições.