Anúncio Publicitário

Greta – Porque todo mundo precisa de um amigo | Review

O suspense dramático dirigido por Neil Jordan, que foi traduzido aqui no Brasil como “Obsessão”, conta uma história exatamente sobre o tema. Até onde poderia ir a obsessão de uma pessoa? A que a solidão pode ser dura as vezes.

A história se constrói a partir da relação de France (Chloë Grace Moretz) com Greta (Isabelle Huppert), com o roteiro já consciente de que o telespectador poderia antecipar algo de estranho nas ações de Greta, estabelecida pelo título do filme como o centro da trama, o longa vai desenvolvendo e apresentando seus sinais de estranheza moderadamente e de maneira orgânica até o segundo ato, a partir daí é onde tudo explode, mas não de uma maneira ruim.

Greta

O filme vende um universo realista desde o início, então aceitamos que aquilo tudo é pautado na realidade cotidiana, com coisas críveis que podem acontecer no dia a dia, o que torna um pouco difícil para alguns conseguirem “engolir” algumas decisões do roteiro, principalmente as ações de Greta, mas acredito que depois de uma reflexão quase tudo é passível de aceitação, o que difere bastante de pessoa pra pessoa.

Como eu disse anteriormente, não é tudo que é passível de aceitação, pois o longa sofre com derrapadas de roteiro como personagens agindo de maneira um tanto desprevenida mesmo estando ciente da situação em que se encontram ou esbarrando nos clichês do gênero deixando algumas de suas situações previsíveis.

Moretz

Isabelle compõe uma doce viúva, mas com um lado desconhecido e aparentemente sombrio, fazendo isso com maestria, fazendo sua personagem ser cativante e estrondosa. Moretz em seu segundo trabalho após ficar um tempo fora dos olofotes de Hollywood compõe uma jovem tímida e gentil que demonstra seu sutil desconforto até seu maior desespero com segurança.

France e Greta

Partindo do interesse de Greta em piano e música clássica, a trilha sonora é muito bem utilizada, conseguindo as vezes guiar as cenas e elevar o nível de intensidade das mesmas. (Minha ênfase aqui é para a cena do restaurante)

No fim, para os fãs de suspense que já tem uma bagagem cheia, pode ser apenas mais do mesmo com uma abordagem diferente que cativa até certo ponto, e para quem quer passar um tempo com um suspense divertido, é uma boa pedida.