Anúncio Publicitário

Justice League Action e a nova era de super-heróis na TV

Quando falamos de heróis, somos inundados por memórias. Mais especificamente da infância, naquelas tardes de Bom dia e Cia, TV Globinho, que a gente pegava uma coberta, o copão de toddy (ou nescau, como preferir) e sentava no sofá para assistir algum episódio daquela série de super-herói. E quem não se lembra de esperar diariamente o episódio de Liga da Justiça, que passava logo depois de Os Jovens Titãs? A abertura épica, com aquela música que arrepiava os pelos do braço…

Foi uma época boa, a infância. E uma época importante, onde grande parte dos valores que aprendemos começam a ser compreendidos e são importantes para a formação do caráter de um indivíduo. E quem melhor para ensinar isso senão heróis que combatem o mal e o crime diariamente?

Como adultos, gostamos de relembrar um tempo onde isso tudo era rotina e crescemos nos baseando nos nossos heróis favoritos e no que eles nos ensinaram. Comentamos entre amigos e também com os mais jovens sobre coisas que “não são da época” deles. Mas o recém lançamento de Justice League Action veio para trazer tudo isso de volta.

Brilhantemente adaptada para o público infantil atual, a série, que não segue uma ordem cronológica complexa, introduz situações e personagens inesperados em episódios curtos, porém bem trabalhados, unindo duas características fundamentais em um desenho de criança: diversão e uma mensagem a cada episódio que encoraja os pequenos a acreditarem na possibilidade da antiga, mas não ultrapassada, fórmula de “o bem sempre vence o mal”.

Ao mesmo tempo, podemos notar que a série não foi pensada só para agradar o público infantil. Um exemplo disso é quando vemos episódios focados em heróis esquecidos ou pouco conhecidos na mídia visual. Quando nós esperaríamos ver o Monstro do Pântano e Constantine numa produção infantil? E nos créditos, a querida trilha sonora da animação original. Além disso, um atributo típico do Superman de épocas mais adoradas é bem presente: o carisma e a empatia para com cidadãos.

Cada episódio é um deleite aos fãs que sabem apreciar um trabalho simples, mas bem executado. Ao mesmo tempo que diverte com situações dinâmicas, a personalidade dos super-heróis é bem trabalhada, com piadas e deixas não forçadas. A dublagem é outro ponto positivo: Guilherme Briggs se mantém dublando o Superman, assim como Priscila Amorim que dá a voz a Diana e Duda Ribeiro como Batman.

Se você tem irmãos, primos ou filhos pequenos, que tal sentar com eles no sofá e assistir a alguns episódios de Justice League Action como nos velhos tempos? Os episódios novos estreiam na Cartoon Network toda sexta-feira.