Mark Hamill não gostou da abordagem que Rian Johnson, diretor do filme, deu a Luke Skywalker. Segundo a entrevista dada a CBM, o ator não gostou das mudanças que o diretor fez no personagem.

“Disse para Rian ‘jedi não desistem’. Quer dizer, mesmo que ele tivesse um problema, ele teria, talvez, tirado um ano para tentar e reagrupar. Mas se ele cometeu um erro, ele tentaria corrigi-lo. Então, logo nisso tivemos uma diferença fundamental, mas não é mais a minha história. É a história de outra pessoa – Rian precisava que eu fosse de determinado jeito para tornar o final efetivo… Esse é o cerne do meu problema. Luke nunca diria isso. Desculpe. Bem, nessa versão, veja estou falando sobre o Star Wars de George Lucas. Essa é a próxima geração de Star Wars, então quase tive que encarar Luke como outro personagem. Talvez, ele seja Jake Skywalker. Ele não é o meu Luke Skywalker, mas tive que fazer o que Rian queria porque serve bem à história. Mas, escuta, ainda não aceitei completamente. Mas é só um filme. Espero que as pessoas gostem e não fiquem chateadas. Comecei a realmente acreditar que Rian era o homem certo que eles precisavam para o trabalho.”

Star Wars: Os Últimos Jedi estreou no Brasil no dia 14 desse mês(dezembro) e está disponível em todos os cinemas brasileiros.

 

 

Gustavo Amaja

Gustavo Amaja

A casual weeb. Apaixonado por Persona, Berserk e praticamente todas as obras Japonesas existentes.
Gustavo Amaja