Baseado no livro lançado por Danilo Gentili em 2009, Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola é fruto da parceria entre Gentili e o diretor Fabrício Bittar e será lançado essa semana nos cinemas. Antes de começar a crítica, preciso contar a história de como surgiu a ideia para o longa: o livro escrito pelo apresentador não possui história, é só um manual e Bittar, enquanto trabalhava na MTV, queria muito fazer um filme inspirado nos que ele assistia nos anos 80, uma espécie de Karatê Kid da zoeira com o assunto que marcava aquela época, o Bullying. Nisso, rolou a parceria entre os dois e resultou em uma excelente comédia politicamente incorreta.

Resultado de imagem para como se tornar o pior aluno da escola

Vamos lá, a história do filme gira em torno de Pedro, um aluno mediano que teve uma queda nas suas notas devido a morte de seu pai. Com isso, ele acaba zerando uma prova de matemática e precisa tirar um 10 na prova final para ser aprovado e passar para o Ensino Médio. O que acontece é que ele acaba encontrando um caderno com todos os ensinamentos necessários para se tornar o pior aluno da escola e, desesperado para passar de ano, ele e seu melhor amigo Bernardo acabam indo procurar o autor desse ”manual”. Uma curiosidade é que Daniel Pimenta, o ator que interpreta Pedro, tem 18 anos na vida real e seu personagem apenas 14, enquanto Bruno, que interpreta o Bernardo, possui apenas 13 anos. Aproveitando esse gancho, devo dizer que o elenco funcionou muito bem neste longa. Os dois garotos atuaram bem os seus papéis, mesmo que na maioria das vezes suas falas parecessem um tanto como robotizadas. Gentili funcionou bem como o mentor rebelde das crianças. Ainda temos a presença de Carlos Villagrán na equipe e, sinceramente, só por já ter o Quico do Chaves o filme merece sua atenção!

Durante a coletiva de imprensa, Gentilli contou que a oportunidade de trabalhar com Villagrán surgiu enquanto ele ainda estava na Band, apresentando o Agora é Tarde. Ele e Bittar já estavam trabalhando no filme naquela época, e quando o convidado do programa foi Carlos Villagrán, Fabrício disse que seria muito bom ter ele no longa. Quando começaram a rodar o filme em 2016, eles o convidaram e ele aceitou participar das filmagens.

Resultado de imagem para como se tornar o pior aluno da escola

Quando fui assistir ao longa na cabine de imprensa, esperava um filme com piadas sexuais envolvendo jovens no tempo da escola, mas eu realmente estava enganado. O filme possui um clima de Curtindo a Vida Adoidado, porém com sua própria identidade. Mesmo se passando nos tempos atuais, o filme tem uma atmosfera de anos 80, talvez seja pelo ambiente escolar mostrado. Na verdade, Como Se Tornar O Pior Aluno da Escola é de fato uma comédia politicamente incorreta, sem limite algum. Ou seja, o humor do filme varia de pessoa para pessoa, algumas podem achar graça durante o filme todo e outras apenas em algumas partes do longa (como foi o meu caso, em uma piada específica eu não consegui achar graça pois achei pesado demais o modo que o tema foi abordado, porém, a sessão riu). Então, em suma, a graça do filme depende do espectador. Achei o filme bastante engraçado, mesmo com essa piada que eu tenha desaprovado. Afinal, essa é a proposta do filme.

A direção de Fabrício Bittar merece destaque no filme, devido a seus cortes precisos e sua fotografia bem feita. Inclusive, esse é o primeiro filme dirigido por ele. Ainda há alguns erros, como por exemplo a rapidez de algumas cenas, porém dá para relevar. Ignorando todas as piadas do filme, ele toca num assunto muito bom de se criticar: o sistema de ensino que valoriza mais uma nota do que o aluno, o fato de um jovem de apenas 14 anos ter tantas responsabilidades e obrigações que não tem tempo de se divertir devido ao regime da escola e precisar, de alguma maneira, fugir dessa rotina autoritária. Esse assunto foi muito bem abordado no filme, afinal, é o tema principal do longa.

Em suma, Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola é um excelente longa nacional, uma comédia politicamente incorreta com seus altos e baixos no humor, porém que funciona bem no filme. Caso você vá assistir o filme, já adianto que ele tem uma cena pós-créditos e uma surpresa no final. Na coletiva de imprensa, Gentili e Bittar falaram sobre seus futuros planos, que incluem um filme trash no estilo Evil Dead onde um grupo decide caçar a Loira do Banheiro. Sobre uma possível continuação, Gentili disse que depende do rendimento desse filme, mas que já tem ideias sobre e que provavelmente será Como Se Tornar o Pior Aluno da Faculdade.

Os estudantes Bernardo e Pedro têm dificuldades para cumprir todas as regras de uma escola que adota medidas politicamente corretas graças ao diretor Ademar. No banheiro do colégio, Pedro encontra um diário com dicas para instaurar o caos na escola sem ser notado.

Como Se Tornar O Pior Aluno da Escola estreia nos cinemas dia 12 de Outubro.

José Victor
Segue ae!

José Victor

Estudante durante o dia, Redator Chefe do 1 Real de noite.
José Victor
Segue ae!