«OPEN RP» Willow: I look in back of me. Suddenly, out of no where, a horde of zombies were running towards me. I scream. Run Gracie, run!

 

Durante seus bilhões de anos de vida, o Planeta Terra passou por algumas catástrofes que levaram seus habitantes ao extermínio. Meteoros, dilúvios, eras glaciais… Não é segredo nenhum que o ser humano é a espécie com maior probabilidade de se auto-dizimar daquelas que já viveram aqui antes de nós. Por isso, é importante estarmos preparados para o derradeiro fim.

Religiosos e cientistas divergem muito nas questões de onde viemos e para onde vamos. Mais ainda, discordam nos pontos que dizem respeito ao Apocalipse. Mas uma coisa é consenso entre estes dois pólos. O fim está próximo. Seja pela segunda vinda de Jesus Cristo ou pelo aquecimento global, os seres humanos estão com os dias contados.

Mas minha função não é te preparar para o Anti-Cristo, tampouco sobre a roupa que deve vestir quando as calotas derreterem demais. E se naves gigantescas pairarem sobre nossas cabeças? E se os mortos se levantarem com sede e fome de carne humana? Isto, meus amigos, pode um dia acontecer. E eu não quero que a fileira dos mortos aumentem. Por isso, decidi ministrar este curso básico de sobrevivência.

E nada melhor para começar a se preparar do que entender os sinais de um Apocalipse Zumbi e compreender a propagação da doença.

AULA NÚMERO 1 – O INÍCIO

 

1. Início da Infecção

Obviamente que, assim que um holocausto se iniciar, as primeiras semanas serão completamente apagadas dos registros de reportagem. O motivo é bem simples: Ratos assustados dificultam a mobilização e, geralmente, atacam se estão acuados. O governo não quer que o mundo caia até que tenham certeza de que o mundo está caindo. Então aos poucos irão começar a pipocar sinais de leis marciais em alguns países pequenos (que podem ser encobertos como uma tentativa de tomada de poder pelos militares, coisas do tipo), até que atinjam as áreas maiores. Então, meus amigos, correr não vai ser mais uma opção.

2. Método de transmissão

Vamos pensar na principal doença que devastou 1/3 da população mundial: A Peste Negra, ou Peste Bubônica. Qual era o método de transmissão? Pombos, ratos, pulgas, carrapatos e até piolhos. Obviamente que nosso saneamento básico está muito mais avançado, mas como controlar uma epidemia que é uma bactéria com alta suficiência imunológica, capacidade total de adaptação ao frio, calor e outros tipos de condições? Um espirro, uma tosse, ônibus lotados, metrôs, centros populacionais, seriam onde a infecção começaria a se alastrar. Pensamos ser o topo da cadeia alimentar, mas não somos. Os vírus e bactérias são.

3. Medidas políticas

O governo vai querer impedir que os infectados cheguem em seu país e por isso será declarada a Lei Marcial. Ninguém entra, ninguém sai. Toque de recolher severo com presença 100% de militares nas ruas. Postos de coleta de sangue, zonas de quarentena… Mas existe apenas um problema. Geralmente o ser humano tende a ser tolo. Se ele sabe que está doente, não vai querer pagar pra ver o que vai acontecer com ele quando os médicos o pegarem. Se um homem não vai no hospital mesmo estando doente por duas semanas, o que dizer então de uma doença que pode levá-lo a ser um ratinho de laboratório? Então sim, haverão surtos isolados que vão jogar a lei marcial no lixo. Alguns governos vão preferir virar suas ogivas nucleares contra o próprio povo, se assim for exterminar a doença… Mas não vai exterminar, né? A radiação poderá servir apenas para espalhar de maneira mais rápida o vírus e pode até mesmo mutá-lo no processo.

Até a próxima aula, mantenham-se seguros! Deixem abaixo suas perguntas referentes aos três primeiros tópicos.

Edson Shad

Edson Shad

Spohr do 1 Real a Hora, escritor, cinéfilo e geek desde que ser Nerd não estava compensando com as garotas. Interestelar é o filme da minha vida e meu sonho é um dia ser igual o Stephen King.
Edson Shad

Últimos posts por Edson Shad (exibir todos)