Eu pessoalmente acho que é uma tragédia que existam tantas séries de excelente qualidade que acabam sendo esquecidas e nunca mencionadas em discussões sobre melhores séries de ficção científica, mas, ao mesmo tempo, existe o outro lado, o de encontrar algo novo, revirando o passado.

É difícil descrever a alegria de olhar uma velha caixa cheia de fitas cassetes, revistas e livros antigos e encontrar um tesouro que passou décadas esperando para ser resgatado. A sensação de explorar um sebo de livros e encontrar aquelas revistas antigas da “Espada Selvagem de Conan” ou a “Heróis da TV” pela primeira vez. 

Portanto com esse artigo, vamos abrir uma porta para o passado e resgatar tesouros que talvez você nunca tenha ouvido falar.

Então vamos começar esse primeiro artigo com a minha serie de TV favorita…

“Era o inicio da Terceira Era da Humanidade. Dez anos depois da guerra entre a Terra e os Minbari.  O projeto Babylon era um sonho dado forma. Seu objetivo: Evitar uma nova guerra, criando um lugar onde humanos e aliens pudessem resolver suas diferenças pacificamente. É uma estação. Uma casa, para diplomatas, vigaristas, empresários e aventureiros. Humanos e aliens, envolvidos em 2 milhões e quinhentas mil toneladas de metal. Girando sozinhos no meio da noite. Pode ser um lugar perigoso, mas é nossa última, e melhor, esperança para paz. Essa é a história da última das estações Babylon .O ano é 2258. E o nome desse lugar é Babylon 5.

 

Criada por J Michael Straczynski. Babylon 5 A série gira em torno da estação espacial Babylon 5, ela recebe esse nome por ser a quinta estação criada pelo projeto Babylon,  Babaylon 1, 2 e 3 foram destruídas e Babylon 4 desapareceu misteriosamente.

A estação está localizada em uma região neutra do espaço e se torna um ponto da galáxia onde diferentes raças de aliens se encontram para discutir alianças, politica ou ate mesmo planejar guerras.

Algo que diferencia Babylon 5 de outras séries de ficção científica é a forma que ela apresenta seu universo e personagens. Comparando com as visões de futuros utópicos de Star Trek ou nas distopias de filmes como Blade Runner e Aliens. Babylon 5 se encaixa no meio, um universo bastante rico e realista. Onde nem tudo é ruim mas nem tudo é um mar de rosas.

É um universo onde existe muita diversidade e conflito. Nem tudo gira ao redor dos humanos, muitas das principais situações são criadas e resolvidas pelas diferentes espécies de aliens.

A historia começa no ano de 2258 e no decorrer de suas cinco temporadas, que vai ate o ano de 2262. Sem contar com os seis filmes e um spin-off chamado Crusade. Cada uma das cinco temporadas da série corresponde a um ano fictício dentro de um período entre 2258 e 2262 e divide seu nome com um episódio que é central para a trama daquela temporada. No início da série, a estação Babylon 5 está recebendo embaixadores das diversas raças da galáxia com a intenção de unir as diferentes raças e evitar novas guerras. A humanidade tenta se unir após uma guerra devastadora com a raça alienígena chamada Minbari, que por pouco quase erradicou nossa espécie, mas no ultimo minuto os Minbari se renderam, mesmo tendo tecnologia superior e nunca tendo uma derrota definitiva. Mas ao que parece existem outros problemas e ameaças no horizonte e cabe a equipe de Babylon 5 achar soluções e evitar outra tragédia.

O universo de Babylon 5 é incrivelmente rico. Cada raça alienígenas possui sua própria língua, história, cultura e tecnologia. Dentre elas as espécies dominantes são os Humanos, os Minbari, os Narn, os Centauri e os Vorlons. E ao decorrer da série novas espécies são apresentadas incluindo os principais antagonistas da série, “As Sombras”.
A única critica negativa que tenho em relação a série é o fato que alguns dos visuais não envelheceram bem, principalmente em cenas de combate no espaço, mas elas não deixam de ser bem dirigidas.

Infelizmente é difícil achar formas legais de assistir a série, no momentos não possui nenhum canal que faça reprises e serviços de streaming como netflix não disponibilizaram nenhuma das temporadas ou filmes.

Mas quem sabe um dia, mais alguém vai olhar o passado e redescobrir esse tesouro.