Até o momento, fui no cinema somente para assistir os grandes blockbusters lançados. Todos com a temática de Super-Heróis. E não se é difícil perceber que saí do cinema completamente decepcionado com a maioria deles (Rotten Tomatoes está de prova que eu não fui o único). Ainda bem que fui surpreendido.

Me sentia totalmente saturado desse tipo de filme, sério, não sei como vocês nerds e geeks aficionados por heróis vão aguentar tanto filme até 2020 (e sabe-se lá se eles vão bons ou serão uma avalanche de filmes ruins como aconteceu até então).

Com este sentimento em meu peito, fui ao cinema para ver um filme qualquer. Escolhi na hora mesmo, não estava nem ligando se o filme ia ser bom ou ruim (afinal de contas, já estava acostumado a sair decepcionado do cinema) e para a minha felicidade, fui pego de surpresa com uma refilmagem do clássico Sete Homens e Um Destino de 1960.

É um filme simples: Um vilarejo no meio do nada é ameaçado por um minerador rico que quer desapropriar as pessoas por conta do ouro no lugar e então os moradores contratam um pistoleiro para se livrarem do grande vilão.

O filme acerta em muitas coisas, porém, tem algumas que realmente me incomodaram (mas nada que tirasse a minha experiência). uma delas foi o Chris Pratt, pois, ele é o mesmo personagem em todos os filmes que eu vi após Guardiões Da Galáxia, ou seja: Engraçado, que tira sarro de todo mundo e é o cara que sempre se sai bem quando a situação não é favorável pra ele.

Em termos de elenco e atuação, todos os atores estão bem em seus papéis e as motivações de seus personagens são claras e rasas, elas são muito do tipo: “Ta afim? To. Então vamos“.

Já em fotografia, sério, as cavalgadas ao pôr do sol são lindas de se ver. Na minha concepção, o filme consegue trazer todo o clima do Velho Oeste, tal como o clima, pessoas, figurinos e diferenças entre pessoas mais abastadas e mais pobres.

Uma coisa deve-se notar: O filme consegue trazer cenas de tiroteios muito boas. Um bom exemplo é quando o bando de pistoleiros agem juntos pela primeira vez, a cena é carregada de tensão durante a calmaria antes da tempestade. Sério, é uma coisa muito Velho Oeste mesmo.

Eu me senti exatamente assim antes do primeiro tiroteio
Eu me senti exatamente assim antes do primeiro tiroteio

Enfim, 7 Homens e Um Destino é um filme que tem um roteiro simples, sem muitas reviravoltas mas com algumas coisas previsíveis. Possui bons personagens, acerta nas cenas de tiroteios e tenha certeza, você vai dar algumas boas risadas.
Nota: 7/10