X-Men é um grupo de super-heróis criado por Stan Lee e Jack Kirby em 1963.  Todos os membros da equipe são mutantes e possuem em seu DNA uma pequena diferença do resto da humanidade. Essa diferença é chamada de Mutação e, na vida real, causa doenças raras e incuráveis porém, nos quadrinhos, dá incríveis poderes ao indivíduo.

Há duas formas de se adquirir poderes nos quadrinhos: exposição a algum fator que altere a genética da vítima, como raios gama ou produtos químicos e pode-se também nascer com o gene mutante.

scott-summers-ciclope-850x472

Denominamos de Cariótipo o conjunto de cromossomos e eles podem ser Autossômicos (determinam características do corpo) ou Sexuais (determinam o sexo). Nós possuimos dois grupos de cromossomos, por isso somos chamados de Diplóides. O Cariótipo humano possui 46 cromossomos, organizados em 23 pares de cromossomos com cópias do pai e da mãe que apresentam as mesmas características, podem ser chamados de homólogos, ou seja, iguais entre si. Do total, 44 cromossomos (22 pares) são autossômicos enquanto 2 cromossomos (1 par) são sexuais.

O Gene-X está localizado no vigésimo terceiro par de cromossomos, ou seja, nos cromossomos sexuais, que podem ser XX e determinar o sexo feminino ou XY e determinar o sexo masculino. O X é o cromossomo base e é feminino e o Y é o cromossomo masculino. Tendo isso em vista, pode-se descobrir quem passa o Gene-X para o filho.

Primeiramente as mulheres (XX) podem ter até duas cópias do Gene-X, enquanto o homem (XY) só possui uma cópia do mesmo. Então, os pais só podem passar o Gene-X para as filhas, já que todo filho do sexo masculino só recebe o cromossomo Y do pai. Logo, a responsável por transmitir o Gene-X para o menino é a mãe, enquanto a transmissão do gene para a menina pode acontecer através do pai.

all-new-x-men-x-men-marvel

A Primeira lei de Mendel diz que toda característica é determinada por dois genes que se segregam independemente. Existe um gene dominante, A, e um gene recessivo, a (característica só é expressa quando está em estado homozigótico) . Pode-se concluir que o gene mutante é recessivo, ou seja, é a.

Genótipo é o conjunto de gens que determinam uma característica e Fenótipo é a característica determinada. Um mutante possui Genótipo homozigoto recessivo (aa)

Para passar o Gene-X, tanto o pai como a mãe precisam possuir o gene recessivo a. Ou seja, nenhum dos dois poderão ser homozigotos dominantes (AA). Se a mãe possuir genótipo Aa e o pai aa, há 50% de chances do filho nascer mutante. Se ambos possuirem genótipo aa, 100% de chance e se ambos possuirem Aa, 25%.

Pais não mutantes podem possuir filhos mutantes, se ambos tiverem só uma cópia do Gene-X (um exemplo disso é o Professor Xavier).

Em suma, homens mutantes precisam ter um cromossomo X herdado da mãe e mulheres mutantes precisam ter dois cromossomos X. A mesma precisa ser nascida de um pai mutante, já que é o único tipo de cromossomo X ele pode enviar.

Como surgiram os mutantes?

Segundo a Marvel, os Celestiais (seres cósmicos extremamente poderosos) plantaram o Gene-X nos humanos e milhares de anos depois surgiu En Sabah Nur, o mutante mais antigo da Terra. Bem poucos mutantes surgiram depois, até a explosão de mutantes no século 20, que fez a população mutante aumentar absurdamente. Essa explosão ocorreu pela ativação do Gene-X que provavelmente foi causada pelo avanço da tecnologia nuclear.

 

José Victor
Me segue!

José Victor

Redator Chefe do 1 Real a Hora, apaixonado por jogos e tecnologia, fanboy da DC (mas também aceito a Marvel em meu coração) e amante de cinema.
José Victor
Me segue!