Interestelar é um filme dirigido por Christopher Nolan e com o roteiro escrito por ele e seu irmão, Jonathan Nolan. Lançado em 2014, o projeto dos irmãos Nolan decide mostrar a natureza devastadora do homem e o seu lado explorador. Confira a sinopse:

Após ver a Terra consumindo boa parte de suas reservas naturais, um grupo de astronautas recebe a missão de verificar possíveis planetas para receberem a população mundial, possibilitando a continuação da espécie. Cooper (Matthew McConaughey) é chamado para liderar o grupo e aceita a missão sabendo que pode nunca mais ver os filhos. Ao lado de Brand (Anne Hathaway), Jenkins (Marlon Sanders) e Doyle (Wes Bentley), ele seguirá em busca de uma nova casa. Com o passar dos anos, sua filha Murph (Mackenzie Foy e Jessica Chastain) investirá numa própria jornada para também tentar salvar a população do planeta.

O filme é construído em cima de fenômenos físicos, como por exemplo: buracos de minhoca, buracos negros, relatividade do tempo, entre outros, adicionando, assim, uma complexidade ao longa.

Os fenômenos apresentados são inteiramente baseados na Teoria da relatividade restrita – caso particular em que os efeitos da gravidade são ignorados – e na Teoria da relatividade geral – forma mais ampla da teoria da relatividade restrita, que leva em consideração a gravidade como efeito da geometria do espaço-tempo -, ambas desenvolvidas por Albert Einstein.

560736

Um efeito presente durante toda a trama do filme é a diferença na passagem do tempo para os astronautas e para os habitantes da Terra. A esse efeito damos o nome de Dilatação do tempo.
Primeiramente, vamos ter em vista dois pontos referenciais, a nave e a Terra. A teoria da relatividade restrita afirma que o intervalo de tempo na nave ao ocorrer um evento é menor do que ao intervalo medido pelo observador na Terra. O espaço-tempo é a maneira que o universo se comporta em relação às distâncias e a passagem do tempo. Condições como campos gravitacionais ou velocidades próximas à da luz influenciam diretamente na percepção temporal. A nave viaja a uma velocidade muito grande, além de se aproximar de um planeta localizado próximo a um buraco negro – deformação do espaço-tempo – e a viagem leva um grande período de tempo, que contribui para que a diferença temporal entre a nave e a terra seja ainda maior. Logo, Cooper envelhece mais lentamente do que sua filha, Murph, que está na Terra.

mm-and-mc

A presença dos fenômenos está ligada diretamente às consequências da Teoria da relatividade geral, onde Einstein diz que a força gravitacional é provocada por uma distorção na relação entre espaço e tempo. Essa teoria é baseada em uma equação, denominada de A equação de Einstein, em que o lado direito dela apresenta todo conteúdo energético do universo ou de uma região e do lado esquerdo apresenta expressões matemáticas que representam a geometria da região. O ponto importante da teoria é que a distribuição da matéria em uma região do espaço-tempo define a geometria dessa região. Uma consequência desse fato é o buraco negro.
Em um buraco negro há uma concentração muito alta de massa em um ponto pequeno, logo a densidade é suficiente para causar uma deformação no espaço-tempo. Quanto mais matéria tiver numa região do espaço-tempo, maior vai ser a curvatura dessa região e, consequentemente, maior será a intensidade da força gravitacional.

20141107laguna_interstellar_poster

Como efeito da força gravitacional temos o fenômeno da maré, presente na cena em que os astronautas chegam ao planeta que possui água por toda sua superfície. Cooper pousa em um planeta aonde existiam ondas imensas, consequência do campo gravitacional do buraco negro próximo ao planeta. Logo, quanto maior o campo gravitacional de um astro vizinho ao planeta, maior será o efeito da maré nele.

Outro efeito percebido no mesmo planeta, é que, enquanto Rom está esperando décadas na nave, Cooper só ficou no planeta algumas horas. Isso ocorre porque Cooper esteve por tempo significativo próximo ao buraco negro e quanto mais tempo se passa perto de um buraco negro, maior será a diferença temporal. Pode-se concluir que quanto maior o campo gravitacional em uma região, maior será a diferença de tempo comparado com regiões onde o campo é mais fraco.

“A Lei de Murphy não significa que algo ruim vai acontecer. Significa que o que pode acontecer… acontecerá.”

Uma lei citada brevemente é a lei de Murphy, que inspirou o nome da filha de Cooper. A lei foi criada por Edward Murphy, capitão da força aérea americana, e dizia: “Se alguma coisa tem a mais remota chance de dar errado, certamente dará”.

Interstellar-2014-Poster-Wallpaper

Vale lembrar que alguns dos efeitos mostrados no filme, diferentemente dos que servem de base para a trama do filme, são especulativos, como por exemplo, o fato de Cooper entrar em um buraco negro. Interestelar é um filme excelente, que vale a pena ser assistido várias vezes. Além de possuir uma história espetacular e ótimas atuações, também possui uma maravilhosa trilha sonora, feita pelo compositor Hans Zimmer. É um filme que vale a pena ser conferido.

 

José Victor
Follow me

José Victor

Estudante durante o dia, Redator Chefe do 1 Real de noite.
José Victor
Follow me