Calma não se assustem, o David Ayer não tem nenhum tipo de distúrbio psicológico. No passado Jai Courtney disse com confiança a si mesmo que nunca faria um filme de quadrinhos, porque ele sentiu o mercado estava saturado com eles e o gênero tinha crescido cansado. Mas, em 2014, quando David Ayer convidou ele para estar no Esquadrão Suicida, ele empurrou seus sentimentos de lado e saltou sobre a oportunidade de trabalhar com um diretor que ele admirava.

Agora que os dois estão trabalhando juntos, Jai foi perguntado como ele poderia descrever o Ayer. A resposta foi essa:

“Psicótico. Ele um bom homem. Ele é um dos melhores. Eu acho que ele tem um futuro incrível pela frente, e eu espero que a gente trabalhe juntos novamente. Não tenho nada além de admiração por ele, e um pouco de medo. Isto resume tudo. Ele adora a atenção ao detalhe, e ele não está interessado em conforto. Não é sobre fazer algo fácil para ninguém. E isso também não é sobre fazer o que é difícil, é só que quando você está fora do centro, cria-se um espaço para coisas maravilhosas acontecerem. Esse é o mundo que ele gosta de fazer, e eu acho que isso é muito emocionante. “

Que o Jai é um fã do trabalho do Ayer nós entendemos, mas sobre esse lado psicótico do diretor, só veremos quando o filme chegar aos cinemas.

 

fonte: comicbook