O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo – principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico.

Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas um boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma.

Enquanto corre contra o tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do Inferno.

Editora: Darkside
Número de páginas: 325

Confesso que comecei a leitura bem desmotivada. Postei foto do livro em um grupo de leitura do Facebook e recebi várias críticas negativas. Aparentemente, ninguém que havia gostado do livro.

Eu entendi o porquê logo no prímeiro capítulo. Não é um livro fácil. Se você espera encontrar uma história bonita, ou uma linguagem simples, desista. Existem milhões de livros assim e posso até indicar alguns!

O Demonologista ganhou o meu coração por ser uma leitura desafiadora. Com diálogos complexos e um enredo bastante elaborado, Andrew Pyper conquista o leitor a cada página.

É muito fácil se identificar com David Ullman, um professor do departamento de Inglês da Universidade de Columbia, em Manhattan, que assiste ao final de seu casamento, devido a uma traição de sua esposa com outro professor de Columbia.

David é um especialista em mitologia e narrativa religiosa judaico-cristã, e ministra um curso bastante único. Se principal de texto de estudo é Paraíso Perdido, de Milton. Um poema épico do século XVII que reconta eventos bíblicos, conferindo a figura de Satã uma certa simpatia.

Um especialista em demonios que acredita que o mal é invenção humana.

Um ateu estudioso da Bíblia.

Enquanto enfrenta um dia particularmente difícil, David recebe a visita de uma mulher, em seu escritório da faculdade, que lhe faz um convite verbal: observar um fenômeno. Em Veneza.

Quem seria maluco ao ponto de ir à Veneza, confiando na palavra de uma mulher misteriosa, que dizia representar um cliente que pagaria (muito) bem, para prestar seus conhecimentos acadêmicos ao observar um fênomeno?

O David foi maluco o suficiente para isso, e ainda levou a filha consigo para Veneza, onde a história começa a ser desenvolver de maneira majestosa.

O Demonologista é um thriller de supense, pontuado por alguns momentos de terror agonizante, que nos faz refletir até onde iríamos para salvar alguem que amamos.

Talvez por eu ser estudante de Letras e ter um contato tão direto e intenso com Paraíso Perdido, eu consegui me conectar tanto ao livro, que se tornou um dos meus preferidos.

*SPOILER ALLERT*

Se você já leu o livro, sabe que o final é um pouco conturbado e totalmente mind-blowing. Se você não leu, e ignorou o aviso de spoiler, essa é sua última chance!

Tess, que havia desaparecido em Veneza, em uma tentativa de suicídio, pulando do terraço do hotel, reaparece no fim do livro, no trem que David pega, com a ajuda do fantasma da Elaine, para fugir de Belial.

Algo extremamente perturbador, certo?

Por isso, uma teoria começou a ser levantadas, para tentar explicar o que realmente aconteceu. E se eu te disser que David estava morto no final do livro? Faz todo o sentido, não?

Eu consegui conversar um pouco com o autor, Andrew Pyper, pelo Twitter. Ele me contou que sua intenção foi deixar espaço para o leitor decidir o final, mas que ele acreditava!

Para o autor, Tess havia sobrevivido de alguma forma, que só Deus e o diabo sabem, e reencontrou o pai no trem.

Para mim, David morreu no riacho, lutando contra o Perseguidor. Ouso ir mais longe e dizer que o encontro dele com Belial na estação Grand Central foi um teste divino, onde ele foi aprovado com louvor, e pode, finalmente pegar o trem e fazer a viagem para o além ao lado da sua filha. Um final até fofo, na minha opinião.

Para quem ficou curioso sobre minha pergunta e as respostas do Andrew é só conferir aqui.

12833338_907228029374438_619306608_n