Por Bruno Gandin
 
Fora do meu espaço,
Eu estava louco para te
provar.
Sua pele é lisa, macia, um
deleite para as minhas mãos.
Venha dar uma volta comigo,
venha, mesmo você sendo tão caro.
Não é de meu costume contratar
alguém que trabalhe tão duro,
Você é tão esforçado.
Você me aperta, me empurra, me
puxa, coloque seus dedos em minha boca,
Vou ficando cheio de marcas.
Mas as estrelas sempre foram
meu limite,
Essa vida tem sido tão louca
que eu não consigo enxergar onde isso vai parar.
Você me pega tão gostoso, se
esfregando em mim.
Garoto, não pare! Continue até
viajarmos, até chegarmos ao céu.
É isso tudo que eu quero, é
isso tudo que eu quero.
Não quero que tenhamos hora
para acabar quando estamos assim,
Eu pago o preço que for.
Se esfregue, se esfregue em
mim a noite toda.
Será que sobreviverei?
É como pimenta com chocolate,
Você é um doce, mas me deixa
pegando fogo.
Essa noite você me deixa em êxtase,
um vivo entre tantos mortos.
Quero brilhar, quero me
esfregar, quero deslizar meu corpo no teu.
Me aperte, me empurre e puxe
de volta, trabalhe duro.

Este é um negócio que eu quero
fazer dar certo para você.