Por Lu Meningue

 
Ela é linda, por dentro
e por fora. Sério. Faz o coração de qualquer marmanjo disparar. É auto
suficiente o bastante para não pedir ajuda a todo instante, e sabe exatamente a
hora de dizer que precisa de você, só pra fazer você se sentir importante.
Ela não é arrogante.
Pelo contrário, ela te olha como se você fosse o melhor do mundo. Mesmo você
sabendo que não é. E ela deixa todo mundo à vontade por onde passa. Além,
claro, de ser muito bem humorada. Delicada sem ser fresca. Atrapalhada de um
jeito tão encantador que até vê-la tropeçar nos móveis é uma cena imperdível.
Porque ela não faz tempestade. Ela ri e seu coração, novamente, dispara.
Ela está com você
quando você estiver feliz comemorando uma promoção no emprego, e certamente
estará com você na sala de espera do hospital caso precise. Sabe, ela pode não
ser a mais linda da balada aos olhos dos teus amigos, mas ela jamais daria em
cima ou cairia no xaveco de um deles. Porque ela se arruma pra ela, e pra você.
Não pra eles ou pra noite.
Qualquer garota por aí
poderia ter quase tudo que ela tem, mas talvez não tivesse a decência e a
estabilidade que ela te oferece. Uma garota qualquer não trataria seu pai como
um pai pra ela, não seria educada com sua mãe e não se preocuparia com o
aniversário do teu sobrinho. Não! Elas estariam preocupadas com a próxima
festa.
Pode ser que você
encontre muita mulher bonita e despojada por aí. E talvez pense que sua garota
jamais ficaria bem naquele salto. Mas quem você quer que esteja contigo quando
a energia acabar? Ou quando o dia estiver chuvoso, quem vai passar o dia de
pijama fazendo nada ao seu lado?
Pense.

Para mais textos de Lu Meningue acesse seu site pessoal: Confissões Cotidianas