Capelobo ou Cupelobo é uma lenda pertencente a cultura do Pará e do Maranhão. Conta-se que ele pode ter duas formas físicas bem definidas. Na forma animal, é do tamanho de uma anta, porém mais veloz. Apresenta um focinho descrito como de cão, anta, porco ou tamanduá (cada região descreve de forma diferente, isso é normal em lendas) e tem uma longa crina. Peludo e muito feio, sempre perambula pelos campos, especialmente em várzeas.

Na forma semi-humana, aparece com um corpo humano com focinho de tamanduá e corpo arredondado.
Sai à noite para rondar os acampamentos e barracões no interior do Maranhão e Pará. Denuncia-se pelos gritos e tem o pé em forma de fundo de garrafa (na verdade pode ser apenas um tipo de casco). Mata cães e gatos recém-nascidos para devorar. Encontrando bicho de porte ou caçador, ele rasga-lhe a carótida e bebe o sangue extraído. Quando encontra um ser humano, abraça-o, gruda no o crânio na região mais alta, introduz a ponta do focinho no orifício e sorve toda a massa cefálica.
Seu ponto fraco é a região umbilical. Um tiro certeiro nessa região é suficiente para matar a besta. É o lobisomem dos índios, mas algumas pessoas preferem descrevê-lo como vampiro pelos seus hábitos sanguinários. No rio Xingu, certos indígenas podem-se tornar Capelobos.
É uma ótima criatura para se inserir em quests de animais ou pragas problemáticas em vilarejos. Os aventureiros poderiam iludir-se de que estariam enfrentando um lobisomem ou um vampiro selvagem e se preparariam de forma errônea e precipitada, ignorando algumas pegadas de cascos que eles JAMAIS imaginariam que pudessem pertencer ao Capelobo. O que dá pra fazer com isso na prática? Fazer com que a criatura apareça dando aquele ataque surpresa. Se algum jogador reclamar é só lembrar as pequenas dicas dadas ao longo da busca.
Quais dicas seriam essas? As pegadas que foram esquecidas podem gerar um ataque surpresa, como foi mencionado anteriormente;
O grito do Capelobo pode paralisar as pessoas, então os aventureiros teriam de rolar um teste de resistência ao medo.
Apenas golpes no umbigo da criatura surtiriam efeito (essa é a hora que o Mestre valoriza a narração do jogador na hora do combate), até que o HP do Capelobo acabasse e o ataque o perfurasse. Mas antes, seria preciso colher a informação de sua fraqueza antes de começar a caçada, do contrário é melhor dar um jeito de imobilizá-lo ou retardá-lo e fugir para as colinas!